Faculdade sofre vandalismo na véspera de cerimônia de condecoração pró-família

ARLINGTON HEIGHTS, Illinois, EUA, 17 de outubro de 2011 (Notícias Pró-Família) – Um ativista homossexual afirmou que é responsável por um ataque a uma faculdade pertencente a uma igreja na véspera de um banquete onde um ativista pró-família estava agendado para receber uma condecoração.

“Esta é uma amostra do que faremos se vocês não suspenderem o evento de Scott Lively e AFTAH”, disse uma nota em dois pedaços grossos de concreto jogados pelas janelas de vidro e portas da faculdade. “Vá tomar no **, Scott Lively. Detenham os b****s homofóbicos!”

Nos pedaços grandes de concreto estavam escritas as palavras “Bloqueiem Lively”.
Americans for Truth About Homosexuality (Americanos em Favor da Verdade acerca da Homossexualidade, também conhecida pela sigla AFTAH) estava agendada para apresentar sua condecoração “American Truth Teller” para Scott Lively, ativista pró-família e autor de “The Pink Swastika” (A Suástica Rosa), um livro que documenta o papel de homossexuais no nazismo, num banquete na noite de 15 de outubro.

Horas depois do ataque, o autor anônimo de uma declaração postada no site esquerdista “Chicago Indymedia” afirmou que era o responsável pelo crime.
“Esses grossos pedaços de concreto foram jogados por essas janelas e portas por dois motivos: para mostrar que há uma consequência para o ódio e homofobia em nossa comunidade e para fazer com que este evento seja diretamente bloqueado”, dizia a declaração. “Se esse evento não for suspenso, e esses seminários homofóbicos não terminarem, a [faculdade] Academia Liberdade Cristã continuará sob constante ataque”.

A Academia de Liberdade Cristã tem patrocinado vários eventos para a AFTAH, inclusive os seminários Truth Academy, feitos durante três dias do ano passado. Os seminários sofreram protestos da Rede de Liberação Gay (RLG), uma organização extremista com sede em Chicago que se descreve como marxista e anarquista sexual, famosa por provocar distúrbios, com protestos barulhentos, em reuniões cristãs pacíficas. A RLG, que teve sucesso em pressionar o ultra-esquerdista Centro Legal Sulista contra a Pobreza a rotular a AFTAH como “grupo de ódio”, havia anunciado que protestaria contra o banquete da AFTAH em 15 de outubro.

A RLG também pressionou, mas sem sucesso, o Pr. Erwin Lutzer, da Igreja Moody, a retirar seu nome como palestrante principal no banquete da AFTAH, de acordo com a AFTAH. A organização de Chicago rotulou Lutzer como um “odiador” e sua igreja como “Casa do Ódio” (o caso está exposto aqui) por causa de um livro que ele escreveu contra o “casamento” homossexual.

“Em meus mais de 20 anos de ativismo pró-família”, Lively disse para WND, “nunca vi tal descarado ato de militância ‘gay'”.
“A RLG sempre nos mirou”, Peter LaBarbera, presidente da AFTAH, acrescentou. “Mas neste exato momento, não sabemos quem fez isso. Pode ser que tenha sido apenas um ativista embusteiro. Pode se que tenha sido apenas uma única pessoa. Não sabemos, e eu não ia querer ligar esse ataque a algum grupo, a menos que tivéssemos evidência ligando a isso”.

***
por Jeremy Kryn

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.