Exemplo dos santos Joaquim e Ana deve estimular a família a encontrar sua beleza, afirma cardeal

ROMA, 26 Jul. 11 / 06:09 pm (ACI) Nesta terça-feira, 26, a Igreja recorda a memória Litúrgica de Sant’Ana e São Joaquim, pais da Bem-aventurada Virgem Maria. Na paróquia de Nossa Senhora Sant’Ana, no Vaticano, o Vigário-Geral do Papa para o Estado da Cidade do Vaticano, Cardeal Angelo Comastri, presidiu a missa com a recitação do Ângelus, e dirigiu uma oração à mãe de Nossa Senhora e a oração pelas famílias.

“Temos muito poucas informações sobre Sant’Ana e São Joaquim. As únicas informações de que dispomos podemos obter através da filha, Maria. Eis, então, a proposta que eu faço: entremos na pequena casa de Nazaré e ouçamos Maria que responde ao Anjo: “Faça-se em mim segundo a vossa palavra”. Como nasceu esse “Faça-se em mim?” Evidentemente, naquele “Sim” encontra-se a graça de Deus, encontra-se a liberdade dócil de Maria, mas também a educação que recebeu da família”, assinalou o cardeal em entrevista à Rádio Vaticano.

Segundo Dom Comastri “Há uma educação à escuta da voz de Deus, que Maria aprendeu de Sant’Ana e São Joaquim. Naquele “Sim” maravilhoso encontra-se, de certo modo, o perfume da vida e do testemunho de família que Maria respirou junto a seus pais.”

O cardeal também afirmou que “A família tornou-se hoje um deserto. Podemos dizer que muitos filhos crescem em casas ateias, onde não se respira absolutamente a presença de Deus. E quando falta Deus, falta a paz e a harmonia”.

“Quando falta Deus, falta a fidelidade e também uma precisa escala de valores. O exemplo de São Joaquim e de Sant’Ana deve estimular as famílias de hoje a encontrar a fonte da alegria, da paz e da beleza da família. Se a família não reencontra Deus, se não reencontra aquela plenitude de Deus que se respirava na casa de São Joaquim e Sant’Ana, não poderá dar nada aos filhos”.

“Poderá assegurar um pouco de bem-estar, que, porém, não resolve o problema do sentido da vida e da alegria do coração”, acrescentou Dom Angelo Comastri.

“Os filhos precisam de um testemunho de valores e de autênticos ideais, mas, em primeiro lugar, precisam do testemunho do valor de Deus, que é a rocha na qual se pode construir a vida”, conclui o cardeal em sua entrevista à RV.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.