Estudos confirmam a idade da “tumba de Jesus” em Jerusalém

Segundo o ACI (30/11/2017), os resultados de testes científicos recentes proporcionados à ‘National Geographic’ parecem confirmar que a Igreja do Santo Sepulcro, lugar onde ocorreu a Crucificação, sepultura e Ressurreição de Cristo, tem aproximadamente 1.700 anos, tal como afirma a tradição herdada dos primeiros cristãos.

A tradição afirma que a igreja foi construída no local da tumba de Jesus, 300 anos depois da sua morte.

O estudo não informa se a tumba realmente guardou o corpo de Jesus depois da sua crucificação, mas, a ‘National Geographic’ indicou em 28 de novembro que os testes realizados por 50 especialistas da Universidade Técnica Nacional de Atenas, na cova de calcário, revelam que o lugar teria sido construído no ano 345 d.C., durante o reinado do Imperador Constantino tal como indica a tradição cristã.

Santa Helena, a mãe do imperador, supostamente descobriu a tumba ao redor do ano 327. Quando o seu filho tornou legítimo o cristianismo no Império, os romanos construíram uma igreja sobre a tumba.

Antonia Moropoulou, coordenadora científica principal das obras de restauração da igreja, disse que as evidências estavam de acordo com as crenças históricas quando os romanos construíram o monumento na tumba.

“Este é um descobrimento muito importante porque confirma que, como foi demonstrado historicamente, que Constantino, o Grande, foi responsável por revestir a cova de pedra da tumba de Cristo com as lajes de mármore na edícula”, disse a especialista da AFP.

As descobertas são especialmente notáveis porque, até agora, a evidência arquitetônica mais antiga encontrada no santuário era da época das Cruzadas, em torno do Século XI.

Em outubro de 2016, abriram a tumba pela primeira vez depois de séculos, para a delicada obra de restauração. Dentro da tumba, os cientistas encontraram uma antiga laje de mármore gravada com uma cruz.

O projeto de restauração de 9 meses custou 4 milhões de dólares, segundo informou ‘The Guardian’.

Os resultados serão publicados no ‘Journal of Archaeological Science: Reports’.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/estudos-confirmam-a-idade-da-tumba-de-jesus-em-jerusalem-81256/

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.