Espanha: Religiosa que dedicou 86 de seus 105 anos na clausura, testemunha que é feliz

O site ACIDIGITAL publicou nesta sexta-feira (18 de janeiro de 2013), um belo testemunho de amor, doação, vocação e felicidade. O que nos prova que realmente, só alcançamos a felicidade quando fazemos a vontade de Deus em nossas vidas.

A vida da Irmã Teresita, um religiosa espanhola de 105 anos, e que desses 105, dedicou 86 na clausura é um exemplo para nós. Tanto que, em relação ao claustro afirmou: “não se pode ficar entediada, porque se não você termina mal”, e ainda indagou: “Como poderia estar aqui 86 anos sem ser feliz?”.

Segundo, ACI/EWTN Noticias, em uma entrevista concedida por telefone ao jornal da Espanha Correo, Irmã Teresita disse à respeito de sua vocação que “a vocação é uma coisa muito grande e a perseverança não é menos”, embora tenha lamentado que muitas vezes “a vida de conforto prevalece sobre o ‘chamado’”.

A religiosa contou que entrou no mosteiro aos 19 anos, contra a vontade de sua mãe, com o intuito de agradar a seu pai. E continua sua história contando que: “Fomos ver a padroeira de Álava, a Virgem Branca, e lhe pedi a vocação de Santa Teresa”, recordou, deixando para trás “três namorados”. E completa dizendo: “ainda que eu tivesse me casado com um príncipe não seria mais feliz que agora”. Sua vocação era clausura, não sentia que seu chamado fosse para atuar em uma comunidade de vida ativa.

Irmã Teresita, também recorda que só esteve fora do convento em duas ocasiões, a primeira delas, durante a guerra civil, quando teve que acompanhar suas irmãs ao médico, e em agosto do ano passado, para saudar pessoalmente ao Papa Bento XVI, por ocasião de sua visita a Espanha durante a Jornada Mundial da Juventude.

Mesmo com sua idade avançada, a Irmã procura manter-se sempre informada sobre as notícias de seu país e do mundo, e quanto a isso ressalta que: “Tenho que inteirar-me, não me vem mau, pois me dá mais motivo para rezar”. E afirma que sempre envia  “anjos em lugar de orações” às pessoas com as que se encontra ou conversa, porque “os anjos se entendem com tudo”.

A religiosa acorda todos os dias às 5:00 da manhã e vai dormir às 10:00 da noite, dedicada à regra beneditina de “ora et labora”, reza e trabalha.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=24716

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.