Espanha: primeira Bíblia para todas as atividades oficiais da Igreja

Apresentada a versão oficial
da Bíblia da CEE

MADRI, quarta-feira, 15 de
dezembro de 2010 (ZENIT.org)
– A primeira Bíblia em espanhol proposta pela Conferência Episcopal Espanhola
(CEE) como tradução de referência para todas as atividades oficiais da Igreja
Católica foi apresentada ontem em Madri.

“Pela primeira vez,
temos uma Bíblia em espanhol para todas as atividades oficiais da Igreja –
disse o bispo porta-voz da CEE, Dom Juan Antonio Martinez Camino, SJ, na
coletiva de imprensa de apresentação do volume. É um acontecimento
histórico”, eclesial, exegético e cultural.

Com a Bíblia Sagrada –
Versão oficial da Conferência Episcopal Espanhola, “será mais fácil
conservar a Palavra de Deus na memória e meditá-la no coração”, afirmou
Dom Martinez Camino, na sede da CEE.

Isso ocorre porque a mesmas
palavras são usadas em celebrações litúrgicas, catecismos, publicações da
Igreja, livros da disciplina de Religião, e assim por diante.

O volume, de 2.160 páginas,
foi publicado pela Biblioteca de Autores Cristianos (BAC), com uma tiragem
inicial de vinte mil exemplares.

“É um presente barato e
excelente, muito apropriado para o Natal”, segundo o porta-voz dos bispos
espanhóis.

Conta com amplas introduções
aos livros da Sagrada Escritura, citações de textos paralelos, mapas, mais de
6.000 notas e um índice litúrgico para as leituras da Missa.

A versão oficial da Conferência
Episcopal, apresentada ontem, não exclui outras traduções, explicou o porta-voz
dos bispos, que expressou seu desejo de que continuem se multiplicando as
traduções da Bíblia.

Longo processo

O livro é o resultado de um
trabalho longo e rigoroso, que envolveu muitos especialistas em Sagrada Escritura,
Liturgia, Literatura, todos os bispos e seus colaboradores, os peritos da
Congregação para o Culto Divino e seus responsáveis.

Vinte e quatro especialistas
realizaram a tarefa de traduzir a partir dos originais em hebraico, aramaico e
grego.

Eles o fizeram respeitando o
original, adaptando-o à língua espanhola e considerando o caráter
especificamente sagrado do próprio texto da Bíblia e o uso litúrgico a que está
destinada grande parte da tradução.

A ideia de fazer uma
tradução completa da Bíblia como o texto oficial da Conferência Episcopal se
remonta à última década de 60.

Para colocá-la em prática,
foi criado, em 1996, um comitê de coordenação e, depois, um comitê técnico que
dirigiu todo o trabalho, presidido por Domingo Muñoz León.

Em junho de 2007, já estavam
prontas a tradução completa, as introduções e as notas que quarenta bispos
estudaram. Após avaliação das propostas, a comissão técnica enviou o texto
revisado a todos os bispos.

Em 2008, a Bíblia como um todo
foi aprovada pela Comissão Permanente da CEE e, em 2009, pela Congregação para
o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos.

Agora, os livros litúrgicos
e escolares, entre outros, incorporarão gradualmente os textos desta nova
tradução oficial da Bíblia.

A CEE enviou uma cópia do
volume a todas as conferências episcopais de língua espanhola, ainda que se
trate de uma obra oficial de referência apenas para a Espanha.

Por ocasião da publicação da
presente versão da Bíblia, nos dias 7, 8 e 9 de fevereiro de 2011, será
realizado em Madrid o Congresso
 “A Sagrada Escritura na vida da Igreja”.

Segundo anunciou Dom
Martínez Camino, prefeito da Congregação para os Bispos, o cardeal Marc Ouellet
dará a palestra inaugural do congresso.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.