Espanha e outros países europeus ajudarão a reconstruir a basílica da Natividade em Jerusalém

ppbasilicanatividad181213Na última quinta-feira (19/12/13) o site ACI informou que Espanha doaria a quantia de 100.000 euros (133.000 dólares aproximadamente), para a restauração da Basílica da Natividade de Jerusalém, um dos edifícios mais emblemáticos e importantes da Terra Santa, em um projeto conjunto com outros governos europeus.

A doação dos 100.000 euros será dada ao fundo criado para o projeto do Comitê Nacional para a Restauração da Basílica de Belém, uma iniciativa do presidente palestino Mahmud Abás.

Este projeto de restauração que também conta com a participação da França, Rússia, Hungria, Grécia e da Santa Sé, tem o objetivo de restaurar o lugar onde a tradição cristã situa o nascimento de Jesus. A Basílica da Natividade de Belém data do século VI e seu estado de conservação é muito precário já que leva várias décadas sem ter nenhuma manutenção.

Conforme declarou à agência EFE o cônsul geral da Espanha em Jerusalém, Juan José Escobar, “Espanha contribuiu tradicionalmente à manutenção da Terra Santa, e nos séculos XV, XVI e XVII foi o principal pilar econômico da Custódia franciscana, por isso temos uma longa tradição histórica de compromisso”.

A doação da Espanha foi entregue na quinta-feira em um ato na Basílica com o ministro Ziad Al Bandak, presidente do Comitê Palestino para a Restauração desta importante igreja.

Este projeto de reforma se realizará graças a um incomum acordo entre o Patriarcado grego-ortodoxo, a Custódia da Terra Santa e o Patriarcado ortodoxo armênio, as três confissões que administram o lugar.

Até o momento, a campanha internacional Palestina conseguiu arrecadar quase 2,5 milhões de dólares, dos quais um milhão provêm da Autoridade Nacional Palestina (ANP), outros 680.000 de diferentes instituições financeiras palestinas e o resto de governos estrangeiros.

Espanha se vinculou ao projeto através da Obra Pia dos Santos Lugares de Jerusalém, uma instituição centenária ligada à presença espanhola na Terra Santa e dependente do Ministério de Assuntos Exteriores e de Cooperação.

“A Obra Pia serve à cooperação religiosa e humanitária que contribui à difusão da Espanha e de sua cultura entre os povos do Mediterrâneo e Oriente”, assinalou o Consulado Geral em um comunicado.

A restauração da Basílica se realizará em três fases. A primeira começou em setembro passado e consiste na renovação do telhado e das janelas da basílica. Esta fase correrá a cargo de um consórcio de empresas italianas, canadenses e palestinas, escolhidas em um concurso internacional.

Espanha guarda uma estreita relação com Belém e com a Basílica da Natividade através dos franciscanos e da Custódia dos Santos Lugares, conforme consta em documentos que se remontam aos séculos XIV e XV.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=26469

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.