Enérgica condenação dos Salesianos a sacerdote que apóia pedofilia na Holanda

ROMA, 25 Mai. 11 (ACI) .- A Congregação dos Salesianos expressou seu mais enérgico rechaço e condenação a um de seus sacerdotes que também pertence na Holanda a um grupo que busca a despenalização da pedofilia. Deste modo repudiou o apoio público de seu superior imediato que acaba de ser relevado de seu posto.

Em um comunicado dado a conhecer ontem e reproduzido pelo vaticanista italiano Andrea Tornielli, os salesianos confrontam o caso do chamado “Padre van B” (de quem somente se conhece suas iniciais por enquanto) de 73 anos de idade, que pertence ao grupo “Martijn” que procura na Holanda a liberalização da pedofilia e a despenalização das relações sexuais com menores.

Em uma entrevista à televisão local, o Pe. Hermann Spronk, superior do Pe. van B., disse que conhecia a pertença do sacerdote ao mencionado grupo e que as relações sexuais com menores “não são necessariamente daninhas”.

Esta afirmação lhe valeu ser relevado de seu cargo e o início de um processo, anunciado pelo Provincial salesiano na Holanda, Pe. Jos Claes.

Ante estes fatos, o Procurador geral dos Salesianos em Roma, Pe. Francesco Maraccani, deu a conhecer ontem um comunicado no qual se indica que souberam pela imprensa italiana e holandesa da pertença do Pe. van B. ao grupo “Martijn”.

“Ser membro de tal associação -indica o texto- é absolutamente incompatível com os princípios e os valores da tradição salesiana. Por isso desaprovamos de maneira firme tal fato e tomamos distância de qualquer comportamento pessoal deste irmão em particular”.

Seguidamente assinala que “compreendemos que esta notícia feriu indubitavelmente uma vez mais a sensibilidade de muitas pessoas. Compreendemos sua dor e apresentamos nossas desculpas em nome dos Salesianos de Dom Bosco”.

Quanto ao Pe. van B, precisa o comunicado, “a Congregação realizará os devidos procedimentos disciplinadores, conforme um protocolo em marcha desde ano 2002 e as normas dadas pela Igreja sobre esta matéria”.

“Também nos distanciamos das declarações do Pe. Herman Spronck, dadas em uma entrevista à imprensa holandesa (ao menos dos que conhecemos da entrevista dada a conhecer), que parecem relativizar a gravidade do fato”.

Finalmente o comunicado de 23 de maio destaca que “a Congregação Salesiana reitera seu esforço na fidelidade a Dom Bosco, a sua grande tradição pedagógica e, sobre os rastros de Dom Bosco, sua total fidelidade ao magistério da Igreja”.

“O respeito pleno e total das crianças, dos adolescentes e jovens segue sendo para nós uma opção fundamental e irrenunciável”, conclui o texto.

 

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.