Emergência alimentar em Sahel

Um milhão de crianças gravemente desnutridas

MADRI, (06/02/2012 – ZENIT.org) -. Mais de um milhão de crianças menores de cinco anos necessitam de tratamento em centros de alimentação para a desnutrição aguda na região africana do Sahel, segundo publicou a agência da ONU para a infância, UNICEF.

A UNICEF já tem meses trabalhando para evitar que a emergência se agrave. A falta de chuvas tem afetado as plantações e deixado em situação precária comunidades inteiras. Segundo a análise da situação realizada durante o verão e o outono por equipes de nutrição da Unicef??, sete dos oito países da região apresentam focos com altas taxas de desnutrição em crianças menores de cinco anos.

Os índices de desnutrição nas regiões mais secas do Chade e Mauritânia, Níger e Mali, exigem uma resposta de emergência. Comunidades inteiras de Burkina Faso, Senegal, norte de Camarões e Nigéria também estão em risco.

Há um tratamento terapêutico que combate a desnutrição. Portanto, os esforços da UNICEF e de seus parceiros estão focados em obter suficiente quantidade de alimento terapêutica ante as crescentes necessidades que se esperam nos próximos meses, e assim, evitar uma emergência a grande escala.

 “O desafio é grande e, se se obtem os recursos necessários para uma ação em larga escala, ainda se está a tempo de evitar uma catástrofe humanitária”, diz Unicef??.

***
Tradução TS

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.