É urgente um documento magisterial sobre ideologia de gênero, assegura Cardeal

BasilicaSanPedro_BohumilpetrikACIPrensa_07032017Segundo o site ACI Digital (08/03/2017), o Arcebispo de Utrecht, na Holanda, Cardeal Willem Eijk, afirmou que é urgente um documento magisterial que tenha como tema principal a ideologia de gênero, que denuncie as diversas pressões de organizações internacionais sobre muitos países no mundo.

Em diálogo com ACI Stampa – agência em italiano do Grupo ACI –, o Cardeal disse que esta ideia de um texto magisterial foi compartilhada em uma entrevista em novembro do ano passado. “Não direi que é necessária uma encíclica, poderia ser também um documento de outro tipo, como uma instrução da Congregação para a Doutrina da Fé”, indicou o Purpurado.

Embora vários bispos e o próprio Papa Francisco tenham se pronunciado sobre este tema, disse o Cardeal, “é importante que (o texto) seja um documento autorizado pela Igreja sobre essa ideologia, porque vemos que as organizações internacionais fazem muita pressão sobre as nações para introduzir esta teoria, especialmente no mundo da educação”.

Um documento assim, continuou o Arcebispo, ajudará as pessoas que “escutam falar sobre a ideologia de gênero na mídia, no mundo da política, nas escolas ou em qualquer outro lugar. A Igreja é chamada especialmente a dar o seu ponto de vista”.

O documento magisterial, prosseguiu, deve ajudar a compreender que a “ideologia de gênero diz que o papel do homem e da mulher ignora o sexo biológico. Isto é incompatível com a visão do homem que a Igreja apresenta, com as Sagradas Escrituras na base da doutrina”.

O Cardeal Eijk assinalou ainda que “a ideologia de gênero vê o corpo como algo secundário, como algo externo à natureza humana, que não participa na dignidade das pessoas como tal”.

“Para a Igreja, o sexo biológico está de acordo com o corpo humano e é intrínseco à natureza humana. Deste modo, é evidente que a ideologia de gênero é oposta à visão da Igreja Católica”.

As pessoas, indicou o Cardeal, “temos uma dimensão material e uma dimensão espiritual. Ambas são essenciais para nós como seres humanos. E, por isso, não podemos aceitar a ideologia de gênero: se o corpo é essencial para a pessoa humana, isto está relacionado com o sexo biológico”.

O Purpurado holandês ressaltou também o papel dos meios de comunicação para informar a verdade e incentivou a Igreja a manter os seus para compartilhar a verdade em temas como este.

“As dioceses devem ter sites atualizados, atraentes. Não é fácil, mas é possível. As pessoas que ainda acreditam, procuram as notícias que são publicadas pelas Conferências Episcopais e pelas dioceses”, concluiu.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/e-urgente-um-documento-magisterial-sobre-ideologia-de-genero-assegura-cardeal-73824/

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.