Dono de restaurante oferece comida gratuitamente aos desempregados na Espanha

O site ACIDIGITAL, informou nesta segunda-feira (04 de fevereiro de 2013) que o dono de um bar/restaurante na Espanha, em Mallorca, diante da crise que abate a economia europeia decidiu distribuir gratuitamente comida às pessoas que estão desempregadas.

O comerciante Emilio Aguillar ainda informou à imprensa local, que aquelas pessoas que comprovam (com documentos) que não estão trabalhando, com filhos ou não, ele lhes dá um prato de comida.

Segundo a notícia, tudo começou quando refletiu sobre os dados de uma pesquisa: “Como resultado da crise presente. Uma família com 3 ou 4 crianças e uma ajuda de 420 euros (573 dólares), isso não dá para nada”.

Aguillar também afirmou que em seu bar as refeições são servidas com mantimentos baratos, comprados para isso, mas sobras não são servidas. Pois acredita que “onde comem uns, podem comer alguns mais”.

Emilio Aguillar contou que sabe o que as pessoas estão passando pois sofreu “na pele” as dificuldades que se vive no país em crise, depois de ter ficado desempregado por 2 anos e que nada tinha para comer. Por este motivo, na porta de seu restaurante, expôs um pôster comunicando: “Famílias com filhos, desempregados e sem salário, convidamos a um prato quente”.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=24804

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.