Devemos alegrar-nos e não ter inveja das boas obras, afirmou o Santo Padre neste domingo


O grupo ACI/EWTN Noticias, divulgou neste domingo 30 de setembro de 2012, as palavras do Santo Padre durante à oração do Ângelus no domingo, na qual exortou os cristãos a “gozar por cada gesto e iniciativa de bem, sem invejas nem ciúmes”.

O Papa Bento XVI, ao referir-se ao Evangelho, assinalou que Jesus não só não permitiu que João impedisse um homem, que não era seguidor do Senhor, de expulsar demônios, mas também “aproveita aquela situação para ensinar a seus discípulos que Deus pode realizar coisas boas e até prodigiosas também além de seu próprio círculo”.

Jesus ensinou a seus discípulos, destacou o Papa, “é possível colaborar com a causa do Reino de Deus de diversos modos, até oferecendo um simples copo de água a um missionário”.

O Santo Padre , em suas palavras, também explicou que o apóstolo João, jovem e zeloso queria impedir-lhe, mas Jesus não o permitiu, e ensinou a seus discípulos que Deus também pode atuar coisas boas ou prodigiosas fora de seu ambiente, e que se pode colaborar com a causa do Reino de várias maneiras, inclusive oferecendo um copo de água a um missionário”.

O Papa prosseguiu: “Assim como na Igreja Católica existem coisas que não são católicas, fora da Igreja Católica também pode haver algo católico”.

“Por isso – comentou – os membros da Igreja não devem sentir ciúmes, mas alegrar-se se alguém de fora da comunidade faz o bem em nome de Cristo, desde que o faça com intenção honesta e com respeito. Sendo assim – concluiu – devemos ser sempre capazes de nos apreciar e nos estimar reciprocamente”.

“Também no interior da Igreja mesma pode acontecer, às vezes, que custe valorizar e apreciar, em um espírito de profunda comunhão, as coisas boas realizadas pelas distintas realidades eclesiásticas”, lamentou.

Entretanto, exortou o Papa, “todos temos que ser sempre capazes de apreciar e estimar-nos mutuamente, elogiando o Senhor pela infinita ‘fantasia’ com a qual obra na Igreja e no mundo”.

Bento XVI também se referiu à “denúncia do apóstolo Tiago contra os ricos desonestos, que põem suas seguranças nas riquezas acumuladas pela força da violência”.

Leia a notícia na íntegra: Bento XVI: Devemos alegrar-nos e não ter inveja das boas obras

Fonte: ACIDIGITAL

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.