“Deve-se preservar o grande patrimônio das escolas católicas americanas” diz Papa aos bispos dos EUA

Cidade do Vaticano, terça-feira 08 de maio de 2012 (Gaudium Press) O Papa Bento XVI recebeu no final de semana, em audiência privada, um grupo de bispos da Conferência Episcopal dos Estados Unidos, que estavam em Roma por ocasião da visita ad Limina Apostolorum. Em seu discurso, o pontífice destacou a questão da educação religiosa e da formação na fé da próxima geração de católicos norte-americanos.

Conforme o Santo Padre, deve-se preservar o grande patrimônio das escolas católicas norte-americanas, garantindo sobretudo que “elas estejam abertas a todas as famílias, seja qual for sua situação econômica”. Segundo Bento XVI, estas instituições não devem ser apenas um recurso fundamental para a nova evangelização, mas devem oferecer uma importante contribuição a toda a sociedade americana, contribuição que “deveria ser apreciada e a apoiada com mais urgência”.

O pontífice solicitou também aos prelados norte-americanos que se preserve a identidade católica de suas instituições, mantendo-as fiéis “às próprias ideias fundadoras e à missão da Igreja no serviço do Evangelho”. Segundo o Santo Padre, em relação a este ponto, há ainda muito a fazer, e, por isso, não se deve alimentar conflitos entre representantes das instituições católicas e a guia pastoral da Igreja. “Tais divergências danificam o testemunho da Igreja e facilmente podem ser usadas para comprometer sua autoridade e liberdade”, alertou.

Bento XVI destacou ainda a importância da educação dos jovens, definindo-a como “o desafio mais urgente” que os católicos norte-americanos devem enfrentar. Neste sentido, exortou os prelados a ter em consideração a exigência de “formar os corações”, “transmitir conhecimentos”, e de encorajar os estudantes a alcançar “uma visão da harmonia entre fé e razão capaz de guiar uma busca do conhecimento e da virtude que permaneça para sempre”.

Concluindo sua explanação sobre a educação religiosa nos Estados Unidos, o Papa declarou que o sucesso da difusão dos preceitos católicos entre os norte-americanos pelas instituições de ensino não se garante apenas pelo ensino da religião ou pela presença de uma capelania em algum instituto. De acordo com o Santo Padre, faz-se necessário, por parte dos professores, uma autêntica “paixão intelectual e um compromisso para integrar fé e vida numa unidade fundamental”. (BD/JS)

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.