Curso sobre Exorcismo é promovido em Roma

exorcismoviewO Site Gaudium Press, informou na última sexta-feira (02/05/14), que nesta semana terá início em Roma um curso sobre Exorcismo.  Longe de ser uma prática do passado, o ministério do Exorcismo desperta cada vez mais interesse na vida da Igreja. Uma mostra disso é a exitosa convocatória a um curso teórico e prático sobre Exorcismo e oração de libertação, que ocorrerá no Ateneo Pontifício Regina Apostolorum de Roma. Em sua nona edição, o ciclo formativo terá a participação de 170 pessoas entre sacerdotes, diáconos, religiosos e leigos provenientes de mais de 33 países. O programa conta com o patrocínio da Congregação para o Clero e o apoio da Associação Internacional de Exorcistas e a Fundação Dignitatis Humanae.

“O interesse é grande e crescente. De fato, o curso tem tido um êxito além das expectativas”, descreveu o Secretário do Grupo de Investigação e Informação Socio-Religiosa, organização que junto ao Instituto Sacerdotes da Regina Apostolorum organiza o curso, a agência Zenit, para os experts, na crescente secularização da cultura e diante da sedução do oculto, existem pessoas que “lançam a religião fora da porta e deixam entrar pela janela a superstição e a irracionalidade”. Nesta exploração, a pessoa “não toma as medidas necessárias e razoáveis para evitar ser vencido” e fica em situações nas quais desconhece como responder adequadamente.

Segundo Ferrari, o objetivo do curso é oferecer elementos de diversas disciplinas para se ter uma visão de conjunto sobre o tema, que abarca as dimensões espiritual, psicológica, antropológica, legal, entre outras. Alguns aspectos analisados incluem o esoterismo, a magia, o ocultismo, o espiritismo e o satanismo. Estes elementos fazem parte de “um ‘mundo paralelo’ que, aos poucos, não são levados à sério e que na realidade existe e involucra muito mais pessoas do que imaginamos”, explicou o expert.

O curso, inicialmente aberto a sacerdotes, diáconos e religiosos, começou a ser ministrado também para os leigos. “Entre os leigos que se inscrevem encontramos principalmente médicos, enfermeiros, psicólogos, advogados, professores e membros das forças de segurança”, relatou Ferrari. Esta formação significará uma contribuição em outros aspectos, como o do respeito à liberdade religiosa (em um tema no qual se destaca uma descrença generalizada) ou a prevenção das atividades de grupos satânicos.

Apesar de ser um curso dedicado ao tema do Exorcismo e a libertação, o especialista explicou que o programa não pretende oferecer um título de “exorcista”. “Para exercer o ministério do exorcismo não há nenhuma obrigação de ter realizado o curso, mas ter recebido o cargo pelo próprio Bispo”, esclareceu. A ideia é, na realidade treinar as pessoas que estão em contato com tantas outras para que aprendam “a escutar e entender os seus problemas e sofrimentos, que não são apenas físicos, mas morais e muitas vezes espirituais e existenciais”. (GPE/EPC)

Fonte: http://www.gaudiumpress.org/content/58315#ixzz30ejeAL4b

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.