Croatas recolhem quase 750 mil assinaturas em defesa da família

homoviewO Site Gaudium Press informou no dia 02 de julho de 2013 que na Croácia, como reação a uma proposta do governo de redefinir a instituição do matrimônio, a organização “U ime obitelji” (Em nome da Família) promoveu um projeto de referendum para proteger esta instituição constitucionalmente. Apesar de contar com apenas quinze dias para recolher as assinaturas de 10% do eleitorado, o massivo apoio da povoação permitiu recolher um total de 749.316 assinaturas, mas que o dobro das necessárias. O projeto enfrentou a oposição oficial, que uma semana antes do início do recolhimento das assinaturas realizou uma atualização do censo eleitoral que aumentou em 75 mil assinaturas a cifra necessária para a solicitação. Mais uma vez se superou amplamente a meta, se propôs que a decisão do referendum não seja vinculante, o que contradiz a Constituição do país segundo afirmam os organizadores.

A pergunta do referendum proposto é simples: “Você está de acordo com que seja levado à Constituição a disposição de que o matrimônio é uma união para toda a vida de um homem e uma mulher?”. Segundo U ime obitelji, a aprovação significaria a proteção da atual definição da instituição e garantiria a proteção legal dos direitos das crianças.

Os organizadores asseguram também que isto permitiria aos cidadãos “uma troca social positiva e daria uma mensagem a todos os que ostentam o poder de que devem cumprir com os valores humanos universais”. Segundo a apresentação oficial, a definição natural do matrimônio e da família “parte da cultura e identidade do povo croata”.

Segundo destacou InfoCatólica, a coleta de assinaturas em tempo record, o dobro das 375 mil assinaturas necessárias, foi possível pela colaboração de seis mil voluntários e 1200 coordenadores, que doaram seu tempo para ajudar a iniciativa, que contava com muito poucos meios materiais. Apesar da iniciativa de ser cidadã e não ter uma identidade religiosa, contou com o apoio da Conferência Episcopal da Croácia e outras instituições religiosas comprometidas com a defesa da família.

As assinaturas foram entregues formalmente no último dia 14 de junho ao presidente do Parlamento da Croácia após a chegada festiva de uma comitiva de voluntários que se congregaram na emblemática Praça de São Marcos. Segundo estimativa da organização, os voluntários doaram em conjunto por volta de 600 mil horas de trabalho, que de acordo com o salário médio na Croácia representaria mais de 19 milhões de dólares.

A iniciativa arrecadou aproximadamente 22 mil dólares de donativos (uma quarta parte fornecida por comunidades religiosas) e muitos dos gastos ocorridos durante a campanha foram pagos por numerosos voluntários locais.

Fonte:http://www.gaudiumpress.org/content/48225-Croatas-recolhem-quase-750-mil-assinaturas-em-defesa-da-familia#ixzz2Z8jbqlFQ

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.