Cristo Redentor será embaixador da JMJ 2013

Rio de Janeiro (Quarta-feira, 21-12-2011, Gaudium Press) O Cristo Redentor será o embaixador da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontecerá no Rio de Janeiro entre os dias 23 e 28 de julho de 2013.

A imagem do Cristo foi escolhida para levar o nome da cidade aos quatro cantos do mundo em uma exposição itinerante, que será oficialmente lançada no dia 21 de dezembro, no Palácio Laranjeiras. Uma réplica com mais de três metros de altura, passará por alguns estados brasileiros junto da Cruz Peregrina e do Ícone de Nossa Senhora, que preparam o coração da juventude para a JMJ.

Segundo o reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar Raposo, levar a imagem do Redentor a tantos países, simbolizando o Mundo inteiro, nessa exposição itinerante, mostra como o Rio de Janeiro é acolhedor. “O Cristo é o símbolo maior do Rio de Janeiro e, dessa maneira, ele é não somente um receptor de todos os turistas e peregrinos, como ele também, com os seus braços abertos, avança em direção às demais culturas e países, mostrando que o Rio é uma cidade aberta e acolhedora”.

A exposição Cristo Redentor para Todos ainda não teve a programação divulgada, mas o diretor geral do projeto dos 80 anos do Cristo Redentor, Eduardo Maruche, adiantou que a mostra trará a história do monumento e também possibilitará em workshops informações sobre o Rio de Janeiro, o apresentando como aquele que congrega belezas naturais, tem valores importantes e está recebendo uma ótima infraestrutura de acolhimento e segurança para o evento mundial de 2013.

Segundo ele, “a exposição vai contar também toda a trajetória do Cristo Redentor, desde a sua criação até os dias de hoje. Isso é muito importante porque muita gente acha que o Cristo foi uma doação dos franceses. Então contaremos que o Monumento foi criado por brasileiros e que tem uma gestão da Igreja católica”.

Com informações da Arquidiocese do Rio de Janeiro

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.