Criado novo departamento do Dicastério da Cultura no Vaticano

A nossa Igreja, tomou a iniciativa de criar um novo departamento do dicastério da cultura, que será dedicado à “Cultura e Esporte”, que será presidido pelo Monsenhor Melchor Sánchez de Toca y Alameda e pelo Padre Kevin Lixey, encarregado da seção “Igreja e Esporte” do Pontifício Conselho para os Leigos.

Através de uma entrevista concedida ao grupo ACI, o sacerdote que está a frente deste departamento recém-criado, Monsenhor Melchor, apresentou a importância deste trabalho bem como seus principais objetivos: “Para onde vai o mundo do esporte, por que surgem continuamente fenômenos de violência entre os aficionados do futebol, fenômenos de corrupção nas partidas, ou o doping? Um mundo que ficou fagocitado pelo mercado e que está asfixiando todos os valores próprios do esporte. E acredito que isto é de interesse  de toda a sociedade e queremos iniciar um debate”.

Um dos principais objetivos é formar “educadores esportivos católicos, uma figura que não existe”, e que consistiria na formação de responsável pelo oratório que “não somente se ocupa de organizar os partidos de futebol e as equipes, mas também de utilizar o esporte como um caminho de evangelização”, acrescentou.

Leia a notícia na íntegra: Vaticano inaugura “departamento esportivo” por ocasião da Eurocopa e das Olimpíadas

Fonte: ACIDIGITAL

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.