Coragem e formação para anunciar a Cristo na sociedade secularizada, pede o Papa

VATICANO, 17 Dez. 10 (ACI) .- Em uma mensagem enviada ao Arcebispo de Nápoles, Cardeal Crescenzio Sepe, pelo Ano Jubilar desta arquidiocese italiana, o Papa Bento XVI animou os católicos a viverem a fidelidade, a coragem do testemunho e ter uma boa formação cristã para anunciar o Evangelho em meio de uma sociedade secularizada.

No texto com data 14 de dezembro divulgado esta quinta-feira pelo L’Osservatore Romano, o Santo Padre assinala que o patrimônio religioso de Nápoles “exige a coerência da fidelidade e a coragem do testemunho”.

Esta tarefa, que deve ser feita com “vigor e arrojo apostólico”, reconhece Bento XVI, complica-se em meio de um “contexto sócio-cultural que hoje é muito distinto ao passado” marcado pela difusão de “uma visão secularista da vida e da influência do mal que afligem a vida civil, insidiada pelo individualismo”.

Ante os modelos negativos e errôneos que afeta a vida familiar e social, o Papa ressalta a “urgência da formação humana e cristã dos rapazes e moças, porque eles estão gravemente expostos aos riscos das separações”.

“É necessário por isso formar homens e mulheres de personalidade forte, de sólida fé e coerente vida cristã”.

Bento XVI exortou logo a os pais a fazer que seus filhos conheçam Jesus e sua mensagem, “desde pequenos, com os sinais e palavras que a comunidade cristã sempre sugeriu e praticou. O futuro depende em grande parte do êxito deste esforço formativo integral”.

Nos distintos ambientes da vida, prosseguiu, “os cristãos estão chamados a ser operadores da verdade e testemunhas valorosas do Evangelho; cada um pode e deve esforçar-se para que os valores espirituais e éticos, traduzidos em estilos de vida, ofereçam uma contribuição determinante à edificação de uma sociedade mais justa e fraterna”.

“Será necessário então esforçar-se para assegurar, com a inspiração e a força que vêm de Deus, relações de autêntica caridade, que se expressem em formas concretas de solidariedade e serviço, para mostrar exemplos de vida alternativos, acessíveis a todos e, ao mesmo tempo, emblemáticos”.

Finalmente o Papa Bento XVI ressaltou que “assim será possível reforçar a consciência de que também hoje, como sempre, a semente do Reino de Deus está presente e ativa: uma semente carregada de futuro, capaz, caso seja acolhida de modo pessoal e generoso, de transformar inclusive as situações mais difíceis e de renovar o coração e o rosto de Nápoles”.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.