Conselho Pontifício para a Família: Família Reconstruída

Anna Kwak

Professora da Universidade de Varsóvia. Estudou psicologia na Academia de Teologia Católica (Varsóvia).  Doutora em filosofia (Instituto de Psicologia da Universidade de Varsóvia). Habilitação em sociologia na Academia de Teologia Católica. Vários livros. 
      
[Resumo]

A família heterossexual e monogâmica é hoje posta em discussão de todos os modos possíveis, por exemplo, através das notórias teorias que procedem seguindo os rastros deixados pela crítica destrutiva de Engels ou da ideologia do gênero. Trata-se de impostações bastante difundidas nas assembleias internacionais e nos meios de comunicação. A palavra “família” é considerada polissêmica: teria numerosos significados e seria equívoca. Existiriam, portanto, numerosos “modelos” de família e, entre outros, aquele da família reconstruída. De acordo com esta argumentação, a família heterossexual e monogâmica de- veria ser abolida e, para atingir esse objetivo, semeou-se a confusão ao alegar que existem numerosos “modelos” familiares e, em particular, diversos modelos de “famílias reconstruídas”. A postura tomada pelos Estados e pelas organizações internacionais em relação à família aumenta a confusão sobre o tema. Uns e outros tendem, em detrimento da família, a não reconhecer nada além de indivíduos, que são os únicos a ser lisonjeados. Por isso mesmo, o Estado e as organizações internacionais criam uma série de problemas que são incapazes de resolver: O desinteresse dos poderes públicos e dos meios de comunicação em relação à família é uma das principais causas da falta de igualdade, de exclusão social, de insucesso escolar e de delinquência. Passou a ser considerada “normal” a situação da família reconstruída. Outras situações familiares, como, por exemplo, a adoção, na qual os dois cônjuges já estavam de acordo antes mesmo da chegada do novo filho, não serão aqui consideradas porque serão tratadas em outro lugar.
Trataremos aqui de um exemplo do milagre da generosidade e do amor em proteger e educar os filhos nas situações difíceis.

(Família reconstruída; Família monoparental; Família, natureza e pessoa; Família tradicional; Novos modelos de família)

_____________________________
Leia o texto integral, entre outros, em Lexicon: termos ambíguos e discutidos sobre família, vida e questões éticas,  Pontifício Conselho para a Família, Edições CNBB.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.