Congregação para a Causa dos Santos aceita início do processo de beatificação de religiosa mineira

Três Pontas (Sexta-feira, 05-08-2011, Gaudium Press) A Congregação para a Causa do Santos aceitou nesta semana o pedido do município de Três Pontas, no Sul de Minas Gerais, para o início do processo de beatificação de Madre Tereza Margarida do Coração de Maria. A religiosa, foi responsável pela fundação do Carmelo São José, em que viveu enclausurada por 43 anos

Com a aceitação do Vaticano, a religiosa se torna a segunda do município mineiro e a quinta da região do Sul de Minas a poder se tornar beata. Antes de Madre Tereza, a Congregação para as Causas do Santos consentiu a abertura do processo para o Padre Vítor, de Três Pontas; Monsenhor Alderije, de Santa Rita de Caldas; Nhá Chica, de Baependi; e da irmã Carmelita, Madre Maria Imaculada, de Pouso Alegre.

Nascida Maria Luisa Resende Marques, Madre Tereza Margarida abraçou a vida religiosa aos 21 anos quando entrou na Congregação das Carmelitas. Em 1962, fundou o Carmelo de São José, no município mineiro de Três Pontas.

Madre Tereza faleceu em 2005 e seu corpo está sepultado no Cemitério Municipal de Três Pontas. No momento, uma capela está sendo construída ara abrigar os restos mortais da religiosa.

Com informações da EPTV.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.