Concílio Ecumênico de Trento

concilio-trento-sesion-21Sessão I

Celebrada no tempo do Sumo Pontífice Paulo III, em 13 de dezembro do ano do Senhor de 1545

A ABERTURA DO SACROSSANTO CONCÍLIO DE TRENTO

Procedimentos Introdutórios

Em nome da Santíssima Trindade, seguem as ordens, constituições, atas e decretos feitos no Concílio Geral, Sacrossanto e Ecumênico de Trento, presidido em nome de nosso santíssimo Cristo Pai e Senhor, por Paulo, por divina providência, Papa III com este nome, pelos reverendíssimos e Ilustrissimos senhores Cardeais da Santa Igreja Romana, Delegados da Sé Apostólica, Juan Maria de Monte, Bispo da Palestina, Marcelo Cervini, Presbítero da Santa Cruz em Jerusalém, Reginaldo Polo, inglês, diácono de Santa Maria em Cosmedin.

Em nome de Deus. Amém.

No ano do nascimento de nosso Senhor de MDXLV (1545), na terceira convocação, no terceiro Domingo do Advento do Senhor, em que caiu a festividade de Santa Luzia, terceiro dia do mês de dezembro do décimo segundo ano de pontificado, pela providência de Nosso Senhor Jesus Cristo, de Paulo, Papa III, o terceiro com este nome, foi celebrada uma procissão geral na cidade de Trento, desde a Igreja da Santíssima e Única Trindade, até à Igreja catedral, para proceder ao feliz início do Sacrossanto, Ecumênico e Geral Concílio de Trento, e participaram dela os três delegados da Sé Apostólica e o Reverendíssimo e Ilustríssimo Senhor Cristóvão Madruci, Cardeal Presbítero da Santa Igreja Romana, do título de São Cesário e também dos Reverendos Padres e Senhores Arcebispos, Bispos, Abades, doutores e ilustres e nobres senhores que são mencionados com muitos outros doutores e teólogos, como canonistas e legisladores, e grande número de Barões e Condes, e também o clero e o povo da dita cidade.

Finalizada a procissão, o referido primeiro Delegado Reverendíssimo e Ilustríssimo Cardeal de Monte, celebrou a missa do Espírito Santo, na santa Igreja catedral, e pregou o Reverendo Padre e senhor Bispo de Bitonto. Depois de acabada a missa, deu a benção ao povo, o expressivo Reverendíssimo senhor Cardeal de Monte, e comparecendo depois diante dos mesmos Delegados e Prelados a honrada pessoa do mestre Zorrilla, secretário do Ilustríssimo Senhor Diego de Mandonza, embaixador do Imperador e Rei da Espanha, e apresentou as cartas em que o dito Embaixador pedia desculpas por sua ausência, as quais foram lidas em voz alta. Depois disto, foram lidas as Bulas da convocação do Concílio e imediatamente o expressivo Reverendíssimo Delegado Monte, voltando-se aos Padres do Concílio disse:

Decreto em que se declara a abertura do Concílio.

Leia também: http://cleofas.com.br/concilio-ecumenico-de-trento-2/ 

Tens por bem aceitar e declarar para a honra e glória da Santa e Indivisível Trindade, Pai e Filho e Espírito Santo, para aumento e exaltação da fé e da religião Cristã, extirpação das heresias, paz e concórdia da Igreja, reforma do clero e povo Cristão, e a humilhação e total ruína dos inimigos do nome de Cristo, que o Sagrado e Geral Concílio de Trento tenha inicio e permaneça em exercício?

Responderam todos os presentes: ‘Assim o queremos’.

Determinação da Próxima Sessão

Em virtude de estar próxima a festa da Natividade de Jesus Cristo, Nosso Senhor, e seguindo-se outras festividades do ano que termina e do que principia, aceitais por bem que a próxima sessão se celebre na Quinta-feira depois da Epifanía, que será em 7 de janeiro do ano do Senhor de 1546.

Responderam todos: ‘Assim o queremos’.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.