Como receber indulgências durante o Ano da Fé?

O site Gaudium Press (18 de janeiro de 2013) publicou uma notícia informando que de Dom Rino Fisichella, Presidente do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, em uma entrevista ao “L’Osservatore Romano”, recordou as diversas formas para lucrar indulgências durante este Ano da Fé.

Dom Rino explicou que “Poderão receber a indulgência plenária, aplicável também em sufrágio às almas defuntas, todos os fiéis verdadeiramente arrependidos, devidamente confessados, que tenham comungado sacramentalmente e que rezem segundo as intenções do Sumo Pontífice, em quatro formas”

Acrescentando-se que “Antes de mais nada, participando de pelos menos três momentos de pregação durante as missões populares, ou de três lições sobre as atas do Concílio Vaticano II e sobre os artigos do Catecismo da Igreja Católica, em qualquer Igreja ou lugar idôneo”.

Outra forma de receber indulgências a através de peregrinações a uma basílica, catacumba, catedral ou lugar sagrado (normalmente basílicas menores e santuários dedicados à Nossa Senhora, aos apóstolos e aos santos padroeiros), rezando-se nestes lugares um Pai-Nosso, o Credo (profissão de fé, e invocações à Nossa Senhora e aos Santos Apóstolos ou padroeiros.

Há uma terceira modalidade, nos dias que determine o ordinário do lugar (por exemplo na Solenidade do Senhor, da Beata Virgem Maria, nas Festas dos Santos Apóstolos, na Catedral de São Pedro), pode-se participar em uma solene celebração ou na Liturgia das Horas, acrescentando-se a profissão da Fé.

Além destas maneiras, também é possível obter a indulgência renovando as promessas batismais em um dia escolhido livremente para visitar o local onde se recebeu o sacramento. (Com informações do Vatican Insider.)

Fonte: http://gaudiumpress.org/content/43485-As-diferentes-formas-de-receber-indulgencias-durante-o-Ano-da-Fe#ixzz2IboNilba

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.