Como entender o arrebatamento de Elias?

02_Elias_AscendeO arrebatamento de Elias ao céu não é interpretado ao pé da letra pela Igreja, os teólogos veem aí um simbolismo, uma figura de linguagem para exaltar a grandeza do profeta.

Deus pode permitir a aparição de uma alma, em casos raros,  para o nosso bem, é o que a Igreja ensina. Elias e Moisés não estavam ainda no Céu.

Jesus levou a salvação aos justos que tinham morrido antes dele; veja o Catecismo §631 e seguintes.

O tempo no além não existe, apenas nesta vida; podemos em termos terrenos, dizer que almas foram para o Céu após a Ascensão de Jesus ao Céu. O “momento” é difícil fixar, mas não é o mais importante.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.