Comissão Islâmico-católica sobre a atual situação na Terra Santa

Aquilo
que se verificou, e que ainda está a acontecer na Terra Santa, não pode deixar
ninguém indiferente. Muçulmanos, cristãos e hebreus, juntamente com todas as
pessoas amantes da paz, homens e mulheres de boa vontade, são chamados à acção
conjunta em ordem a pôr termo a esta tragédia terrível e a trabalhar juntos
para instaurar uma paz justa e duradoura.

Por
consequência: 

1.
Exortamos a um cessar-fogo imediato e à retirada da máquina de guerra, em ordem
a salvar vidas humanas, especialmente a das pessoas inocentes, em particular as
crianças, as mulheres e os idosos.

2.
Pedimos que se ponha fim à demolição da propriedade, habitações ou outros
edifícios, ao desenraizamento das plantações e à destruição dos outros meios de
subsistência.

3.
Exigimos o respeito pelos direitos dos civis em situação de guerra; ninguém
deveria ser impedido de ter livre acesso à água, alimentação, assistência
médica e todas as necessidades da vida. Condenamos o facto de que a negação
deste acesso seja utilizada como arma durante os conflitos.

4.
Reivindicamos ainda o respeito pela índole sacra dos Lugares Sagrados, cuja
indemnidade deveria ser salvaguardada.

5.
Estamos persuadidos de que a violência gera violência. É mister que cesse o
círculo da violência. Atestamos e confirmamos que o diálogo é o único modo de
sair da presente situação de “impasse”. Por conseguinte, apelamos às
negociações que levem a uma paz justa e duradoura, em igual medida tanto para
os Israelitas como para os Palestinianos, permitindo-lhes viver em liberdade,
segurança e paz nos confins dos seus respectivos Estados independentes.

6.
Como crentes no único Deus nós, cristãos e muçulmanos, reconhecemos que a paz é
em primeiro lugar um dom do Todo-Poderoso. Desta forma, exortamos à oração
incessante pela paz, enquanto apoiamos todas as iniciativas decididas neste
sentido, assim como qualquer outra iniciativa que vier a ser tomada no interior
dessa Região, ou noutra parte, em favor de uma solução pacífica do conflito.
D. MICHAEL L. FITZGERALD
Secretário do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-Religioso

Dr. HAMID A. AL-RIFAIE
Presidente do Foro Islâmico Internacional para o Diálogo

 

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.