Colombianos celebram 25 anos da visita de João Paulo II

BOGOTÁ, 07 Jul. 11 / 06:45 pm (ACI/EWTN Noticias) Sob o lema “João Paulo II, mensageiro da paz”, celebrou-se este 5 de julho um evento para recordar os 25 anos da visita do, agora Beato, Papa à Colômbia, no período de 1 a 6 de julho de 1986 que ficou conhecido como “os sete dias brancos”.

O evento foi organizado pela Conferência Episcopal Colombiana (CEC), e o Comitê Ad Hoc da Sociedade Civil, no marco da 99ª Assembléia Plenária dos bispos colombianos. Ademais apresentou-se uma Página Web que comemora a visita papal.

O Presidente da CEC, Dom Rubén Salazar Gómez, destacou que o objetivo desta iniciativa é que os colombianos aprofundem “na mensagem maravilhosa” que João Paulo II entregou ao país.

Por sua parte, o presidente colombiano Juan Manuel Santos recordou que há 25 anos o país viveu uma atmosfera de alegria e recolhimento, com uma visita que foi “um raio de esperança (.), foi como um bálsamo de fé, de tranqüulidade para nosso povo”.

O ex-presidente Belisario Betancur recordou o “privilégio” que foi receber João Paulo II na Colômbia, assim como a mensagem de paz e reconciliação que deixou no país.

O site que recolhe as mensagens e fotografias desta visita pode ser visitado em: http://www.juanpabloiiencolombia.com

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.