Colégio Cardinalício determinou que cardeais já não poderão dar entrevistas à imprensa

General_Assembly_Feb_4_2013O site ACIDIGITAL informou nesta quinta-feira (07 de março de 2013) que o Colégio Cardinalício decidiu que nenhum de seus membros poderão falar com os jornalistas.

Segundo a diretora de meios da Conferência Episcopal dos Estados Unidos, a irmã Mary Ann Walsh: “expressou-se esta preocupação na congregação geral em que se tratou a filtração de procedimentos confidenciais divulgados por jornais italianos”.

“Por precaução, os cardeais acordaram não dar mais entrevistas”, explicou em uma declaração em 6 de março que foi entregue aos jornalistas que esperavam uma conferência de imprensa com os cardeais americanos Francis George e Theodore McCarrick.

Os cardeais americanos foram os únicos que organizaram conferências de imprensa durante a fase das congregações gerais no período de Sé Vacante. Antes de tomar esta decisão de proteção de silêncio, realizaram-se três rodas de imprensa no Pontifício Colégio Norte-americano em Roma.

No entanto, essa medida foi tomada pois alguns cardeais italianos divulgaram muita informação à imprensa local. Na manhã de ontem na congregação geral se leram os nomes daqueles que teriam gerado esta decisão dos cardeais.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=25025

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.