CNBB debate criação de associações familiares

Brasília (Quarta-feira, 08-02-2012, Gaudium Press) A Comissão Episcopal para a Vida e a Família, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), se reuniu na última segunda-feira, 06, em Brasília, para debater a criação de associações familiares, que seria uma forma encontrada pela Igreja para que as famílias conseguissem lutar com mais força pelos seus direitos.

Segundo o assessor da comissão, Padre Wladimir Porreca, que participou da reunião, as igrejas de todo mundo estão mobilizadas em torno da criação de associações familiares. Neste sentido, conforme o sacerdote, a comissão da CNBB pretende criar um estatuto para fazer com que haja mais associações de famílias nas dioceses e nas paróquias. “O objetivo é permitir mais reivindicação dos trabalhos”.

Conforme Padre Wladimir um dos motivos para as famílias precisarem se organizar para exigirem seus direitos são os desafios que vêm enfrentando atualmente. “Hoje com a questão do trabalho, da busca do lucro pelo lucro, a família está gastando pouco tempo com ela mesma. A competição, o individualismo e o relativismo têm feito com que a família esteja perdendo os valores que estão dentro dela mesma”, afirmou.

O assessor recordou que o próprio Papa fez um apelo para que a família conseguisse conciliar o trabalho e as horas de lazer. Neste sentido, conforme o sacerdote, uma das propostas da Igreja no Brasil é fazer a família aproveitar mais as festas familiares, em especial a santa missa. “A maior riqueza que a família tem é o valor da própria família. Uma preocupação é fazer com que ela descubra que, por si só, ela é um bem para a sociedade”, explicou o sacerdote.

Outros assuntos em debate
Além da criação de associações familiares, os integrantes da Comissão Episcopal a Vida e Família da CNBB debateram a Semana Nacional da Vida; os preparativos para a Semana Nacional da Família, que será realizada em agosto deste ano; e o trabalho do Instituto Nacional da Família e da Pastoral Familiar (Inapaf). Este último, tema de grande atenção para a Comissão, já que há um interesse muito grande em formar novos agentes de pastoral.

A reunião de segunda-feira, 06, também serviu para a Comissão estabelecer os temas que estarão em foco no ano de 2013. Conforme Padre Wladimir, ficou decidido que “os filhos” serão um dos assuntos de destaque no ano que vem. “Já que vai ter a Jornada Mundial da Juventude, nós estaremos juntos abordando a questão dos filhos durante o ano de 2013”, disse.

***
Com informações da CNBB

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.