China prende 36 fiéis de igrejas “subterrâneas”

Na terceira semana da caça aberta a igrejas cristãs clandestinas, autoridades
chinesas invadiram ontem dezenas de casas e prenderam ao menos 36 pessoas em
Pequim.

Os fiéis estavam prestes a
celebrar a Páscoa em uma praça pública ao noroeste da capital chinesa.

Os detidos integram a Shouwang,
uma das maiores “igrejas subterrâneas” de Pequim -nome dado às
igrejas que se recusam a deixar o Partido Comunista controlar a sua crença, e,
por isso, são consideradas ilegais e caçadas.

O governo alega que no país há
liberdade de religião, garantida pela Constituição chinesa.

Mas a lei só permite o credo em
igrejas registradas oficialmente. As igrejas oficiais do país têm cerca de 20
milhões de fiéis, mas calcula-se que haja 50 milhões de fieis em “igrejas
subterrâneas”.Fonte:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mundo/ft2504201102.htm

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.