Chile: Arquidiocese de Santiago celebrará Missa em desagravo por profanação

viewO site Gaudium Press informou nesta terça-feira (30/07/13) que em uma carta destinada aos fiéis, o Arcebispo de Santiago do Chile, Dom Ricardo Ezzati, denunciou os atos de profanação e vandalismo realizados por um “grupo de anárquicos” pró-aborto que invadiu a Catedral durante a Missa da tarde. Desta forma, por este motivo, a Igreja ficou fechada até o dia de hoje (31/07/13) e será reaberta com a celebração de uma Santa Missa em desagravo, e a união em oração de todos os fiéis em reparação ao fato ocorrido.

Em uma carta escrita “com dor e ao mesmo tempo com serenidade e o coração em paz”, o Arcebispo notificou aos fiéis do ataque realizado por “um grupo de anárquicos” que tentaram interromper com insultos e violência a celebração eucarística na Catedral de Santiago, no dia de sua festa patronal. Segundo expressou o prelado, a “integridade dos fiéis” lhes permitiu suportar o ataque sem deixar-se provocar e levar a cabo a Liturgia, que correspondia à memória do Apóstolo Santiago, Padroeiro da cidade.

“A intolerância dos fanáticos e sua violência irracional foi uma grave ofensa a Deus e a toda a comunidade dos crentes em Cristo”, denunciou Dom Ezzati, “deixou pegadas dolorosas através de agressões e maus tratos a várias pessoas e da destruição e dano ao patrimônio artístico religioso do principal templo do país”. Várias mensagens gravemente blasfemas pintadas nos muros e altares da Catedral ficaram como prova da vontade ofensiva dos agressores.

O Arcebispo de Santiago também denunciou que os fatos, em seu aspecto civil, “revestem uma especial gravidade, pela intolerância que supõem e pelo agravo à liberdade religiosa e de culto”. Dom Ezzati recordou que estes direitos dos católicos devem ser respeitados e garantidos segundo o ratificado pela Constituição do país. “Não posso calar meu desconcerto e minha preocupação diante daqueles que tem a grave responsabilidade e obrigação de garantir a liberdade e a segurança de todas as pessoas”, afirmou o prelado.

O Arcebispo recordou que a Catedral é um lugar de grande importância para os cidadãos, sendo inclusive reconhecida como um Monumento Nacional. “Esperamos no futuro gozar do resguardo preventivo ao qual temos direito”, concluiu o Cardeal, que estendeu sua bênção aos fiéis.

Fonte:http://www.gaudiumpress.org/content/49233-Arquidiocese-de-Santiago-do-Chile-celebrara-Missa-em-desagravo-por-profanacao-de-sua-Catedral#ixzz2acWQcEuf

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.