História da Igreja: Papado e Império de 891 a 1003

Observações prévias O Imperador Carlos Magno (800-814) embora cesaropapista, conseguiu realizar o que se chama “o Renascimento Carolíngio” ou um surto de cultura profana e religiosa importante naqueles tempos de baixo nível cultural. O monarca cercou-se de homens sábios, que com ele colaboraram para a expansão da fé, dos bons costumes e da instrução nos … Continue Lendo

História da Igreja: Igreja e Império nos séculos IV/V

Continuaremos a percorrer a história das relações entre a Igreja e o Império Romano, desde 363 até o fim do século V. A história dos dogmas da fé que se desenvolveu contemporaneamente, ficará para os capítulos 8-13 até o fim do século IV. 1. Sucederam a Juliano, o Apóstata, os Imperadores Joviano (363-4), Valentiniano … Continue Lendo

História da Igreja: Inocêncio III – O apogeu do poder temporal

Os antecedentes Deixamos a história do Papado em 1085, quando morreu Gregório VII. Após esta data, a Idade Média entra mais decididamente na sua fase ascendente, pois a Igreja está mais livre da ingerência do poder secular. Com efeito, os reis e nobres ainda tentaram entravar a reforma de costumes empreendida por Gregório VII … Continue Lendo

Carta Apostólica Misericordia Dei de João Paulo II

As frases seguintes do texto mostram uma vez mais e de forma muito clara o carácter simbólico da visão: Deus permanece o incomensurável e a luz que está para além de qualquer visão nossa. As pessoas humanas são vistas como que num espelho. Devemos ter continuamente presente esta limitação inerente à visão, cujos … Continue Lendo

Concílio Vaticano I – Parte 1

CONCÍLIO VATICANO I (1869-1870) Sessão III – Constituição Dogmática Sobre a Fé Católica Cap. I – Deus, Criador de todas as coisas Cap. II – A Revelação Cap. III – A fé Cap. IV – A fé e a razão Cânones [sobre a fé católica] Sobre Deus, Criador de todas as coisas Sobre a revelação … Continue Lendo

A eleição do Romano Pontífice

CAPÍTULO I OS ELEITORES DO ROMANO PONTÍFICE 33. O direito de eleger o Romano Pontífice compete unicamente aos Cardeais da Santa Igreja Romana, à excepção daqueles que tiverem completado, antes do dia da morte do Sumo Pontífice ou do dia em que a Sé Apostólica fique vacante, oitenta anos de idade. O número máximo de … Continue Lendo