Cardeal português lamenta perda do “sentido de pecado”

Lisboa (Sexta-feira, 24-02-2012, Gaudium Press) Dom José Policarpo, cardeal-patriarca de Lisboa e Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, lamentou esta semana a perda do “sentido de pecado” na sociedade contemporânea.

O Cardeal convidou os católicos à “humildade” dizendo que a primeira manifestação da humildade é o reconhecimento de nossa situação como pecadores, e a realidade do pecado em nossa vida.

Falando sobre o período litúrgico da Quaresma, o purpurado comentou que esse “é um tempo que nos convida a viver na humildade e na confiança. A humildade é a aceitação da verdade, não apenas teoricamente afirmada, mas a verdade da nossa vida, no seu presente e na sua esperança de futuro”.

Para Dom José Policarpo, é necessário que se reconheça “o que é pecado”, com coragem e humildade.

Sobre os mandamentos da Lei de Deus ele afirmou que são preceitos fundamentais da lei natural. “Estes não são artigos de um código jurídico, mas exprimem a vontade amorosa de Deus. Eles são uma expressão, compreensível por nós, do amor que Deus nos tem e nos ensina o caminho da vida”.

O patriarca alertou aos católicos para que avaliem a importância que dão ao “que Deus pede a cada um”.

“Não fazer tudo para discernir e perceber a vontade de Deus a nosso respeito ou não querer segui-lo, na obediência da fé, é uma infidelidade de amor”, sublinhou. (EPC)

Com informações da agência Ecclesia.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.