Budismo

estatua-budaSistema ético, religioso e filosófico fundado pelo príncipe hindu Sidarta Gautama (563 a.C.?-483 a.C.?), o Buda, por volta do século VI a.C. Ensina como superar o sofrimento e atingir o nirvana (estado total de paz e plenitude) por meio de disciplina mental e de uma forma correta de vida. A doutrina é baseada nas quatro verdades. As três primeiras são relacionadas entre si: a existência implica dor, a origem da dor é o desejo e o fim da dor só é possível com o fim do desejo. A quarta verdade prega que a superação da dor só pode ser alcançada por oito caminhos: compreensão, pensamento, palavra, ação, modo de vida, esforço, atenção e meditação corretos. Os budistas acreditam na lei do carma, segundo a qual as ações de uma pessoa determinam suas condições em vidas futuras.

Por volta do século II desenvolve-se uma nova forma de budismo denominada Mahayana (em sânscrito, Grande Veículo), em contraposição à forma mais antiga, o Hinayana (Pequeno Veículo). O Mahayana considera que, embora a aspiração final seja o nirvana, ele deve ser adiado para que o sábio, por compaixão, possa dedicar-se a ensinar os outros o caminho da salvação.

Buda – O príncipe Sidarta nasce em um clã de nobres do Nepal. Aos 29 anos, chocado com a doença, a velhice e a morte, sai em busca de uma resposta para o sofrimento humano. Junta-se a um grupo de ascetas e passa seis anos jejuando e meditando. Após esse período, sem encontrar as respostas que procura, se separa do grupo. Um dia, sentado debaixo de uma figueira, tem a revelação das quatro verdades. É denominado Buda (Iluminado, em sânscrito) pelos seguidores e passa pregar sua doutrina pela Índia.

O budismo está praticamente extinto na Índia desde a invasão muçulmana no século XIII. Hoje tem cerca de 338 milhões de adeptos em todo o mundo (6% da população mundial), sendo que mais de 90% vivem na Ásia, principalmente no Sri Lanka, em Mianmar, no Laos, na Tailândia, no Camboja, no Tibet , no Nepal, no Japão e na China. Ramifica-se em várias escolas, sendo o budismo tibetano e o zen-budismo as mais antigas.

Budismo tibetano – Surge no fim do século VIII, da fusão das tradições budista e hinduísta com o xamanismo. Seu chefe espiritual, o dalai-lama, é considerado um bodhisattva (em sânscrito, o ser destinado à iluminação).

Zen-budismo – Desenvolve-se a partir da forma Mahayana, na China, no século VI, e difunde-se sobretudo no Japão a partir do século XIII. Baseia-se na prática da meditação e nos exercícios de postura e respiração. Acredita que o corpo é dotado de uma sabedoria própria que deve nortear a vida cotidiana.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.