Brasileiros promovem abaixo-assinado contra distribuição do Kit Gay a crianças do primário

BRASILIA,
13 Dez. 10 (ACI) .- Em uma recente
petição pública que vem sendo promovida por grupos pró-vida e pró-vida no
Brasil, os brasileiros querem mostra que são “contra o maior escândalo
deste País: o Kit Gay”.
A petição está dirigida ao Presidente da República Federativa do Brasil, o
Congresso Nacional do Brasil,  o Supremo Tribunal Federal e as Assembléias
Legislativas.

“Somos contra o maior escândalo deste País, o Kit Gay”, afirma o
texto da petição.   
“Não aceitamos que nossas crianças de 7,8,9 e 10 anos recebam esse tal de
KIT GAY. Neste Kit Gay há 2 vídeos com o Titulo Contra homofobia, mas na
verdade nesses vídeos contém mensagens subliminares para as nossas crianças,
induzindo-as a homossexualidade” afirmam os redatores do abaixo assinado e
esclarecem que “uma coisa é preconceito…Outra coisa é fazer apologia ao
homossexualismo”.

Os promotores da iniciativa querem conscientizar os cidadãos brasileiros que o
Kit Gay, na verdade, “é um estímulo ao homossexualismo e incentivo a
promiscuidade e a confusão de discernimento da criança sobre o conceito de família”.

O mal chamado kit contra a homofobia traz duas histórias que colocam como
exemplo para as crianças da faixa etária de 7 a 10 anos o comportamento homossexual

Na primeira das histórias homossexuais do Kit Gay, segundo o Jornal da Câmara
dos Deputados, mostra-se um garoto chamado Ricardo, de 14 anos que, certa hora,
vai ao banheiro urinar e encontra um colega seu. Enquanto ele urina, Ricardo dá
uma olhada para o lado e se apaixona pelo garoto. Ao retornar para a sala de
aula, a professora da classe chama o menino pelo seu nome (Ricardo), onde o
mesmo cerra seus lábios, pois não quer ser chamado de Ricardo, e diz que quer
ser chamado de “Bianca”.

Na outra história do Kit Gay, assinalam os o comportamento de duas meninas
lésbicas de aproximadamente 13 anos de idade é posto como exemplar para as
outras. A comissão discutiu ainda a profundidade que a língua de uma menina
deve entrar na boca da outra ao realizar o beijo lésbico para os vídeos, que já
estão em fase de licitação para começarem a serem distribuídos em escolas
estaduais e municipais do país.

“Façam valer imediatamente nossos valores contra essa imposição que querem
colocar para as nossas crianças. Essa comissão de Direitos Humanos e Minorias
que nós colocar o escárnio da sociedade. Eles querem aliciar nossas crianças
com esse Kit Gay”, afirmam os promotores do pedido público.

Para assinar a petição contra o kit gay, visite:
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=PROL

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.