Brasil: Igreja preocupada com nova evangelização

O foco é formar discípulos e missionários, afirma cardeal Scherer

APARECIDA, terça-feira, 10 de maio de 2011 (ZENIT.org) – O arcebispo de São Paulo, cardeal Odilo Scherer, afirmou que a preocupação com a nova evangelização pode ser percebida através das entrelinhas das Novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE), aprovadas nessa segunda-feira, na 49ª Assembleia Geral da CNBB.

Durante a coletiva de imprensa desta terça-feira, na 49ª assembleia geral da CNBB, em Aparecida, o arcebispo disse que “as DGAE tratam fortemente da nova evangelização e da missão permanente”.

“Aqui no Brasil estamos trabalhando para aprofundar a evangelização para a formação dos católicos através de um processo de iniciação à vida cristã consistente, que ajude nossos fiéis a ter melhor adesão de fé a Jesus Cristo, à Igreja, mediante também melhor conhecimento da própria fé”, afirmou.

Segundo Dom Odilo, “não basta ser batizado e ser analfabeto na religião e na própria fé. Reverter esse quadro é parte do trabalho que estamos nos propondo fortemente nesta Assembleia para o próximo quadriênio aprovando as DGAE no Brasil”.

Questionado sobre as dificuldades que Igreja enfrenta, Dom Odilo lembrou que a “Igreja nunca passou por períodos de calmaria” e que a essência do Evangelho suscita a contradição e o paradoxo.

“Sempre enfrentamos desafios e não é por isso que a chama da Igreja Católica vai se apagar como muitos dizem por aí. É preciso lembrar que a Palavra de Jesus não veio para trazer a paz na terra traduzida em sossego, mas para trazer o discernimento, uma luz que faz com que a treva fique desassossegada”.

“Nossos desafios para a Igreja no Brasil se voltam para aqueles que sofrem, os injustiçados. O país de um lado cresce economicamente e do outro continua a viver esquizofrenicamente com grande riqueza concentrada de um lado e a miséria do outro”, disse.

O foco da nova evangelização no Brasil, segundo Dom Odilo, é “formar discípulos e missionários, para ajudar nosso povo a ter experiência na fé”.

(Com CNBB)

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.