Bispos levam relíquias de Dom Bosco em visitação a presos na Índia

A urna foi recebida na prisão com uma homenagem de um grupo musical formado por detentos chamado “Don Bosco Band”

Berhampore (Quarta-feira, 13-07-2011, Gaudium Press) Bispos indianos levaram as relíquias de Dom Bosco, em peregrinação pelo país desde abril, a uma inédita visita a presos na cidade de Berhampore no último sábado, 9. Assim, Dom Bosco voltou a ‘visitar’ detentos como fez nos inícios do seu ministério em Turim.

A relíquia do santo turinês, que se encontrava na Inspetoria Salesiana de Calcutá, foi levada à prisão da cidade de Berhampore, no estado de Bengala Ocidental, na companhia dos religiosos Padre Thomas Ellicherail, inspetor da Índia-Calcutá; Padre Albert Thottunkal, diretor da obra salesiana ‘Dom Bosco Yuva Jyoti’; o Padre Scaria Nedumattathil, encarregado da Pastoral carcerária; e o Padre Francis Thathenkery, vice-encarregado.

A urna foi recebida na prisão com uma homenagem de um grupo musical formado por detentos do local chamado “Don Bosco Band”. Eles aprenderam a tocar os instrumentos graças à Equipe salesiana de Pastoral. Em seguida, jovens infratores da seção de menores entoaram cânticos em honra ao santo.

Segundo a Agência Nacional Salesiana, um dos momentos mais marcantes da visita foi quando Budhudev Mete, um dos detentos, apresentou um canto composto por ele para a ocasião. A apresentação foi acompanhada por um ‘tabla’ (tambor indiano), tocado por outro detento, enquanto todos os demais rezavam a Dom Bosco.

“Dom Bosco foi uma pessoa que urgia pela causa da justiça e que ideou um sistema educativo, para que nenhum jovem devesse nunca ser levado a uma prisão”, disse aos presos na ocasião o Padre Ellicherail.

A visita durou cerca de 40 minutos. Em seguida, a urna foi levada pelos prelados para a Paróquia salesiana da cidade, onde Dom Joseph Gomes, bispo de Krishnagar, presidiu uma missa.

 

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.