Bento XVI pede ao G20 superar a crise sem prejudicar os países não-integrantes

VATICANO, 12 Nov. 10 / 10:57 am (ACI).- O Papa Bento XVI enviou ontem uma mensagem ao Presidente da Coréia, Lee Myung-bak, com ocasião da cúpula do G20 que se encerra nesta sexta-feira em Seul , na qual pediu por soluções à crise econômica mundial que não prejudiquem os países que não integram este bloco.

O Grupo dos 20 reúne as maiores economias de todas as regiões do mundo, e a União Européia como bloco. É um foro de cooperação e consultas sobre o sistema financeiro internacional.
Em sua mensagem, difundida pela Rádio Vaticano, o Papa recorda que o encontro do G20 é um sinal eloqüente da relevância e da responsabilidade adquiridas pela Ásia no cenário internacional e destaca que com sua eleição como sede, a Coréia se converte no primeiro país anfitrião que não pertence ao G8.

O Santo Padre pediu traçar soluções para as questões complexas, com a colaboração de toda a comunidade internacional, “no reconhecimento, comum e de acordo entre todos os Povos, do valor primário e central da dignidade humana, objetivo final das mesmas decisões”.
Do mesmo modo, recordou que a Igreja Católica “sente-se partícipe e compartilha as preocupações dos líderes que participarão da Cúpula de Seul “.

O Papa convidou os participantes a confrontarem os múltiplos e graves problemas “tendo adequadamente em consideração as conseqüências das medidas que foram adotadas para compensar a crise e na busca de soluções duradouras, sustentáveis e justas”.
“O mundo os observa -adverte o Santo Padre- e espera a adoção de instrumentos adequados para sair da crise, com acordos comuns que não privilegiem alguns países em prejuízo de outros”.

“É decisivo para o futuro da humanidade mostrar ao mundo e à história que hoje, também graças à crise, o ser humano amadureceu ao ponto de ser capaz de reconhecer que civilizações e culturas, como os sistemas econômico, social e político, podem e devem convergir numa visão partilhada da dignidade humana”, finaliza a mensagem.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.