Autora Italiana denuncia: Uma mulher é assassinada a cada 63 horas

Segundo foi divulgado pelo site Rádio Vaticano, em 25 de novembro de 2012, o Jornal L’Osservatore Romano afirmou em um artigo sobre o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as mulheres: “A incapacidade de aceitar a emancipação das mulheres e o fato que tenham conquistado direitos é algo que muitos homens não conseguem tolerar, e que os leva a matá-las”.

Giulia Galeotti, autora do artigo, denuncia em seu texto a incapacidade de muitos homens em se relacionar com o próximo, e principalmente  “com as mulheres com as quais convivem e dizem amar”.  Ela também ressalta que na Itália, a cada 63h uma mulher é assassinada, e faz um questionamento: Será que isso sempre aconteceu ou agora somos mais informados? E termina seu artigo com uma frase de Vasilij Grossman: “quando a violência tenta cancelar variedade e diferenças, a vida acaba”.

Fonte: http://pt.radiovaticana.va/bra/articolo.asp?c=641968

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.