Arquidiocese de Juiz de Fora será a primeira a ter uma paróquia dedicada ao Beato João Paulo II

Juiz de Fora (Sexta-feira, 26-08-2011, Gaudium Press) O Vaticano autorizou a dedicação da primeira paróquia brasileira ao Beato João Paulo II. Ela será eregida em Juiz de Fora (MG) no próximo dia 22 de outubro. A informação foi confirmada pelo arcebispo metropolitano Dom Gil Antonio Moreira.

Segundo o prelado a confirmação do Vaticano chegou nesta semana e a paróquia que terá sua matriz na rua Jeci Firmino Pinheiro, no bairro Nova Era, se tornará a primeira no Brasil a ter o nome do Beato João Paulo II.

Dom Gil afirmou ainda que depois da beatificação de João Paulo II, em primeiro de maio deste ano, várias dioceses brasileiras solicitaram ao Vaticano a criação de novas paróquias que seriam dedicadas ao Papa polonês. “Com a graça de Deus fomos beneficiados com esta graça de sermos os primeiros a ter uma paróquia dedicada ao Papa João Paulo II, graças ao decreto que nos foi enviado no dia 1º de julho”.

O sacerdote nomeado para a comunidade é o padre João Francisco Batista da Silva. que já iniciou o serviço pastoral na nova comunidade no dia 18 de maio. “Antes de fazer o pedido ao Vaticano, dom Gil conversou com povo para saber a opinião deles. É uma alegria muito grande e uma honra termos a primeira paróquia do Brasil que vai prestar essa homenagem”, disse o padre João Francisco.

Segundo as normas da Igreja, a veneração a um beato é restrita, ou seja, não é toda paróquia que pode celebrar a festa, apenas aquela que o tem como padroeiro. Assim o sacerdote acredita que o olhar de todo o Brasil vai se voltar para a cidade por estar recordando o saudoso pontífice.

A comunidade da divisão do território da atual Paróquia Nossa Senhora de Fátima (bairro Santa Cruz). Além de Nova Era, ela abrange os bairros: Jardim dos Alfineiros, Santa Lucia, Nova Era II e Jardim Santa Isabel.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.