Arquidiocese de Guadalajara esclarece que postura anti-vida da ONU não é novidade

GUADALAJARA, 11 Out. 10 (ACI) .- O Escritório de Imprensa da Arquidiocese de Guadalajara publicou uma nota em que esclarece que as recentes declarações do Cardeal Juan Sandoval Iñiguez sobre as políticas anti-vida e família que se impulsionam desde entidades internacionais como a ONU não constituem novidade alguma.

A nota esclarece que o Cardeal Sandoval não é a única pessoa que emitiu estas declarações e precisa que suas afirmações se apóiam em estudos que realizou o prestigioso analista Michel Schooyans.

“Em seu artigo, ‘A ONU e a globalização’, Michel Schooyans destaca que “os novos direitos humanos, segundo a ONU atual, surgirão a partir de procedimentos consensuais que podem ser reativados indefinidamente. Não são mais a expressão de uma verdade inerente à pessoa; são a expressão da vontade daqueles que decidem. De agora em adiante, mediante tal procedimento, algo poderá ser apresentado como ‘novo direito’ da pessoa: direito a uniões sexuais diversas, ao repúdio, a lares monoparentais, à eutanásia, enquanto se aguarda o infanticídio, já praticado, a eliminação de deficientes físicos, os programas eugênicos, etc”, indica a nota.

A nota da arquidiocese mexicana precisa que “é por esta razão que nas assembléias internacionais organizadas pela ONU, os funcionários desta organização se empenham a chegar ao consenso. De fato, uma vez adquirido, o consenso é invocado para fazer que seja adotadas convenções internacionais que adquirem força de lei nos Estados que as ratificam”.

“As declarações do Cardeal Sandoval Íñiguez, quem diante das integrantes da Associação Diocesana Cáritas disse que ‘a família está sendo permanentemente atacada e as organizações que se encarregam de transtornar a família, são organizações poderosas’, apóiam-se em investigações de outros líderes e peritos no tema da Igreja Católica”, assinala a nota.

O Escritório de Imprensa acrescenta que Michel Schooyans, nasceu em 6 de julho de 1930 em Braine-l’Alleud na Bélgica, tem um doutorado em filosofia e teologia e é um sacerdote da arquidiocese de Malinas-Bruxelas e foi professor da Universidade Católica de São Paulo

Ele também é professor na Universidade de Lovaina , professor visitante em várias universidades americanas e tem muitos livros sobre a filosofia política, as ideologias contemporâneas, as políticas de população, e realizou numerosas missões no Terceiro Mundo.

Schooyans  é membro da Academia Pontifícia de Ciências Sociais do Vaticano, do Instituto Real de Relações Internacionais em Bruxelas, o Instituto de Demografia Política de Paris e o Population Research Institute em Washington.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.