Arcebispo de Bruxelas recebe torta na cara em plena missa

O
arcebispo André-Joseph Léonard, que chegou às manchetes dos últimos dias por
suas  declarações sobre a Aids, a pedofilia e a homossexualidade, recebeu
neste sábado um “tortaço” na cara, enquanto rezava uma missa na
catedral de Bruxelas.

A
reportagem é  publicada no síte Religión Digital, 06-11-2010. A tradução é de
Moisés Sbardelotto.

O incidente
foi registrado em vídeo por uma pessoa que gravava a liturgia na catedral de
São Miguel e Santa Gudula, e que posteriormente foi publicado pelo portal
católico Gloria TV e pelo jornal flamengo De Standaard em sua página web.

Nas
imagens, pode-se ver Dom Léonard no altar enquanto o coro canta. Uma pessoa se
aproxima dele com a torta na mão e a joga em seu rosto.

O arcebispo
de Bruxelas-Malines permaneceu em seu lugar enquanto seus assistentes lhe
ajudavam a limpar o rosto e os óculos.

Léonard
pareceu levar com bom humor o episódio, já que até provou os restos da torta e
comentou que estava “muito boa”.

O movimento
religioso Pro Sanctitata, para quem Léonard rezava a missa de hoje, não fez
alusão ao incidente em sua página da Internet.

No entanto,
o jornal flamengo Het Nieuwsblad reúne algumas declarações da porta-voz
francófona do arcebispado, Claire Jonard, e do abade Patrick Vanderhoeven,
mestre de cerimônias da catedral bruxelense, nas quais confirmam que o
arcebispo prosseguiu a celebração, e que o arcebispado se recusou a apresentar
uma denúncia contra a pessoa que investiu contra Léonard.

“Não
temos nem ideia de quem se trata, nem de quais eram suas intenções “,
comentaram.

Léonard foi
duramente criticado na Bélgica por suas palavras sobre a homossexualidade, que
neste ano ele comparou com a anorexia, o que levou diversos grupos gays a
apresentar uma denúncia contra ele em um tribunal de Bruges (noroeste da
Bélgica) por uma suposta violação da legislação contra a discriminação.

Por outro
lado, ele assinalou que a Aids é “uma espécie de justiça imanente” e,
sobre os casos de pedofilia na Igreja, defendeu que os padres que não estão
atuando não devem ser julgados.Vídeo –
http://dl1.streaming.telenetmedia.be/corelio/nbo/leonardtaart.mp4

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.