Ainda as profecias de fim de ano – EB

Revista “PERGUNTE E
RESPONDEREMOS”

D. Estevão Bettencourt, osb

Nº 431 – 1998 – p. 192

Em síntese: O
artigo transmite averiguações da revista italiana Scienza e Paranormale,
apontando erros e omissões por parte de “videntes” que inutilmente
impressionaram o público com falsas previsões para 1997.

Existe na Itália a revista Scienza e Paranormale, órgão
bimestral do CICAP (Comitato Italiano per II Controllo delle Affermazioni sul
Paranormale, Comitê Italiano para o Controle das Afirmações relativas à
Paranormalidade). – Nos últimos dias de 1997, tal revista apresentou um balanço
do ano, confrontando-o com as previsões de astrólogos e “videntes” feitas para
1997.  Tais previsões haviam sido
amplamente divulgadas pela imprensa escrita e falada, suscitando, como de
costume, curiosidade e talvez emoções da parte do público.  O CICAP conta com membros de projeção
cultural como a Dra. Rita Levi Montalcini e o Dr. Carlo Rubbia, ambos Prêmio
Nobel, além de personagens como Umberto Eco, Garattini, Hack, Regge…

 A revisão do ano de 1997 apontou vários erros nas previsões
dos adivinhos considerados pelo CICAP, entre os quais sejam citados os
seguintes:

em 1997 a rainha Elizabeth, da
Inglaterra, devia abdicar;

a princesa Diana sofreria
alguns males, mas em 2000 participaria das Olímpiadas. Ninguém predisse a morte
de Lady Diana, como também não a de Madre Teresa de Calcutá, dois
acontecimentos que impressionaram profundamente o público internacional;

na Inglaterra, o Partido
Conservador de Major devia vencer as eleições, quando na verdade ganharam os
trabalhistas;

na França, a direita devia
ganhar as eleições quando na verdade foi o Partido Socialista de Jospin quem
venceu;

na Itália o
Primeiro-Ministro Prodi teria um governo de dezesseis meses apenas, quando em
fevereiro 1998 já durava vinte meses;

na Itália o
Primeiro-Ministro Prodi enfrentaria sérios problemas de saúde – o que não se
verificou.

na Itália  casar-se-ia a filha do Presidente Oscar
Scalfaro – o que não ocorreu;

na Itália, em fevereiro 1997
ouvir-se-ia uma “declaração explosiva” do líder socialista Bettino Craxi, que
finalmente obteria uma vitória política em novembro de 1997;

na Itália ainda, o
Presidente Scalfaro sofreria o embate de forte crise política aos 16 de janeiro
de 1997 – o que foi desmentido pelos fatos.

Estas e outras averiguações
podem concorrer para que o público se sinta impelido a prudência e cautela
diante de “previsões”, previsões que neste fim de século têm pululado com especial
frequência (…)  

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.