Acender pelo menos uma vela, em vez de amaldiçoar a escuridão

Novo arcebispo de Karachi

ROMA, (06/02/2012 – ZENIT.org) -. O diretor chefe da Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre no Reino Unido (AIN-UK) mostrou a sua satisfação pela promoção de um experiente bispo do Paquistão, que é reconhecido como uma voz autorizada para melhorar as relações interreligiosas.

Depois de que Bento XVI promoveu no dia 25 de janeiro o bispo de Faisalabad, Joseph Coutts, para a arquidiocese de Karachi, no sul do país, o diretor nacional de AIN-UK, Neville Kyrke-Smith, elogiou tal escolha: “Nos alegra a nomeação do Bispo Coutts à Arquidiocese de Karachi. Seu trabalho incansável na promoção da justiça e da paz entre cristãos e muçulmanos, lhe ajudará a enfrentar os enormes desafios da sua nova função.”

Kyrke-Smith explicou que o escritório de AIN-UK tem trabalhado em estreita colaboração com o novo arcebispo de Karachi: “Ajuda à Igreja que Sofre do Reino Unido teve estreitas relações com o bispo Coutts, que tem sido um grande amigo do trabalho de caridade nos últimos anos e inaugurou nosso escritório na Escócia em 2009. “

“No ano passado trabalhamos com ele na nossa campanha para pressionar o governo paquistanês para revisar as leis sobre a blasfêmia, cujo abuso tem causado tanto sofrimento aos nossos irmãos e irmãs cristãos no país, assim como a membros de outras minorias religiosas. Desejamos-lhe toda sorte de bênçãos e sucesso na sua mudança para Karachi, para ser um pastor e padre da comunidade cristã “, disse ele.

O bispo de 66 anos tem estado na vanguarda do diálogo inter-religioso com os muçulmanos em uma tentativa de trazer estabilidade para a pequena comunidade cristã, que é frequentemente perseguida no Paquistão.

Segundo as leis contra a blasfêmia do país, as minorias religiosas podem enfrentar prisão perpétua ou a morte por insultar o profeta muçulmano Maomé, ou profanar o Alcorão, leis que têm sido usadas ??como pretexto para ataques contra os cristãos e outros grupos.

Em declarações a AIN no início de 2011, Dom Joseph Coutts, disse: “O desafio se torna mais difícil para ser mensageiros da paz e do amor em uma situação onde há muito preconceito, violência e ódio. No entanto, este é o desafio que temos que assumir: amar sem esperar nada em troca, atuar sem perder a esperança, acender pelo menos uma vela, em vez de amaldiçoar a escuridão”.

O arcebispo atual tem um antigo relacionamento com a Arquidiocese de Karachi, pois recebeu a formação sacerdotal no Seminário de Cristo Rei, na década de 1970. Atualmente é presidente da Conferência dos Bispos Católicos do Paquistão, e diretor da Cáritas Paquistão.

***
Tradução Thácio Siqueira

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.