A sociedade já não promove a concepção cristã do matrimônio, adverte o Papa

01:46 pm VATICANO, 2011-04-07 (ACI) .- Ao receber este meio-dia os Bispos católicos de rito siro-malabar da Índia ao final de sua visita ad limina, o Papa Bento XVI disse que a Igreja já não conta com o apoio da sociedade em geral para promover a compreensão cristã de que o matrimônio é a união indissolúvel entre homem e a mulher.
Em seu discurso em inglês o Papa alertou que “a Igreja já não pode contar com o apoio da sociedade em geral para promover a compreensão cristã do matrimônio como uma união permanente e indissolúvel ordenada à procriação e a santificação dos esposos”.

Por isso alentou os prelados a que na sua “predicação e catequese neste campo sejam pacientes e constantes” já que as pessoas devem aprender e viver o mistério do amor de Deus dentro do qual “o matrimônio sacramental e a vida familiar são uma expressão privilegiada da participação na vida divina”.

Neste sentido, referiu-se a “às mudanças rápidas e dramáticas da sociedade contemporânea em todo o mundo, que suportam não só desafios sérios, mas também novas possibilidades para proclamar a verdade liberadora da mensagem do Evangelho para transformar e elevar todas as relações humanas”.

O Papa afirmou que o apoio dos bispos, sacerdotes e leigos “para a educação sólida e integral dos jovens na castidade e na responsabilidade, não só lhes permitirá abraçar a verdadeira natureza do matrimônio, mas também beneficiará a cultura na Índia em seu conjunto”.

O Santo Padre se referiu logo a que esta visita expressa o dom da comunhão, pelo qual é preciso dar obrigado; e alentou os prelados a serem “ministros da unidade em sua igreja particular e na Igreja universal. Esta responsabilidade é especialmente importante em um país como a Índia, onde a unidade da Igreja se reflete na rica diversidade de seus ritos e tradições”.

“Eu vos animo a fazer todo o possível para seguir fomentando a comunhão entre vós e os bispos católicos de todo o mundo, e a ser a expressão viva da comunhão entre seus sacerdotes e os fiéis”.

O Papa recordou ao início de seu discurso o Cardeal Varkey Vithayathil, Arcebispo mor de Ernakulam-Angamaly dos (católicos) Siro-Malabares, falecido no último 1 de abril aos 83 anos.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.