A identidade pessoal vista de uma perpectiva filosófica e da neurociência

Termina amanhã um congresso na Pontifícia Universidade da Santa Cruz

ROMA, segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012 (ZENIT.org) – Uma reflexão interdisciplinar com estudiosos de renome internacional sobre temas da consciência e da identidade pessoal, como contribuição ao debate em curso entre a filosofia e a neurobiologia. Isto é o que caracteriza o XX Congresso de estudos da Faculdade de Filosofia da Universidade Pontifícia da Santa Cruz, prevista para hoje e amanhã, 27 e 28 de fevereiro.

A iniciativa parte da constatação de que os problemas da consciência e da identidade pessoal estão hoje entre as questões mais debatidas. Graças à contribuição da fenomenologia e da filosofia da mente – explicam os organizadores – a temática se estende a outros aspectos, tais como a “intencionalidade, a subjetividade em primeira pessoa, o inconsciente, a consciência do corpo e a relação com as outras mentes”.

Assim, diante destes “novos horizontes”, se faz necessária uma reflexão mais profunda “orientada ao discernimento e à integração dos diversos sentidos da consciência”.

Ao Congresso participarão cerca de 100 membros, entre professores de ciência e de filosofia, estudiosos e profissionais interessados nas grandes questões da cultura científica, provenientes de 14 países.

Estão também previstas outras 40 comunicações divididas em várias áreas temáticas, que vão desde a história da filosofia, passando pela fenomenologia, a neurociência, a ética, a dimensão social e a inteligência artificial.

Entre os nove principais palestrantes: a professora Sarah Heinämaa (Universidade de Helsinki), que falará sobre “Uma visão fenomenológica da pessoa, das suas estruturas temporais e das suas dimensões corporais”; a professora Lucia Urbani Ulivi (Universidade Católica de Milão ), sobre “Questões filosóficas sobre a identidade pessoal. A contribuição das neurociências”; o Doutor Fabio Paglieri (Instituto de Ciências e Tecnologias Cognitivas de Roma), sobre a “Auto-consciência, força de vontade e ação deliberada a longo prazo.”

Para o segundo dia se prevê a participação da professora Carmen Cavada (Universidade Autónoma de Madrid), sobre “Circuitos neurais envolvidos na consciência e na auto-consciência”; o prof. Fortunato Arecchi (Universidade de Florença e CNR), sobre “O papel das consciências em duas tarefas distintas: a apreensão e o juízo”; A professora Natalia López Moratalla (Universidade de Navarra) sobre “o tempo subjetivo: uma contribuição da neurociência para a questão da consciência e da identidade pessoal”, e o prof. Ranulfo Romo (Universidade Autônoma do México), sobre “Percepção consciente dos estímulos sensoriais”.

Da Santa Cruz está presente o professor Juan José Sanguineti, sobre “A consistência ontológica da consciência no pensamento clássico”, e prof. Ariberto Acerbi, sobre “A abertura do espírito: consciência, vida, diálogo”.

[Tradução Thácio Siqueira]

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.