A fé católica é um dom precioso de Deus que todos devem conhecer, afirma Bento XVI

Vaticano, 25 Mar. 11 / 01:24 pm (ACI/EWTN Noticias) Ao receber esta manhã os bispos católicos do rito oriental Siro-Malankar da Índia ao final de sua visita ad limina, o Papa Bento XVI assinalou que o depósito da fé católica consignado pelos Apóstolos é um dom precioso de Deus que todo mundo deve chegar a conhecer.

Em seu discurso em inglês aos prelados em cujo país os cristãos são perseguidos por causa da fé, o Santo Padre ressaltou que “o depósito da fé consignado pelos apóstolos e fielmente irradiado à nossa época é um dom precioso do Senhor. É essa mensagem de salvação que foi revelada na pessoa de Jesus cujo Espírito une os fiéis de todo tempo e lugar, dando-nos a irmandade com o Pai e com seu Filho para que nossa alegria seja total”.

“Vocês e seus sacerdotes estão chamados a promover esta irmandade através da palavra e dos sacramentos, e a fortalecê-la através de uma catequese clara, para que a Palavra de Vida, Jesus Cristo, e o dom da vida divina -em comunhão com Ele- seja conhecida em todo mundo”.

Seguidamente o Papa afirmou que “as tradições apostólicas que preservam alcançam sua plenitude espiritual quando se vivem em união com a Igreja universal. Neste sentido prosseguem os rastros do Servo de Deus Mar Ivanios que conduziu os seus predecessores e seus fiéis à plena comunhão com a Igreja Católica”.

“Igual que os seus antecessores estão chamados, dentro do único domínio de Deus, a manter com firme fidelidade a herança que hes foi legada”, alentou.

Bento XVI sublinhou logo que “devido às suas antigas raízes e a sua distinguida história, o cristianismo na Índia ofereceu sempre uma contribuição própria à cultura e à sociedade, assim como a suas manifestações religiosas e espirituais”.

“Mediante a determinação de viver o Evangelho aqueles a quem estão ao serviço darão uma contribuição mais efetiva ao inteiro Corpo de Cristo e à sociedade da Índia, em benefício de todos. Que seu povo siga florescendo graças à predicação da palavra de Deus e à promoção de uma irmandade apoiada no amor de Deus!”.

O Papa se referiu às dificuldades que os Bispos encontram em seu trabalho, especialmente da escassez de sacerdotes para atender as paróquias, exortando-os neste sentido a não desanimar porque freqüentemente “as pequenas comunidades cristãs deram testemunhos sobressalentes na história da Igreja”.

“A presença divina deve ser o centro da fé e o testemunho de suas gentes e é disto que os pastores estão chamados a preocupar-se; embora vivam longe de suas paróquias, não vivem longe de Cristo”.

O Santo Padre ressaltou ademais que uma das formas em que os bispos exercem seu papel como “mestres da fé para a comunidade cristã” é a dos programas de formação: “já que a instrução deve apoiar-se na Sagrada Escritura, a tradição, a liturgia e o ensino da autoridade e a vida da Igreja me agrada notar a grande variedade de programas que pusestes em marcha”.

“Junto com a celebração dos sacramentos, essas iniciativas, contribuirão a garantir que aqueles que lhes foram confiados sejam sempre capazes de dar razão da esperança que é seu em Cristo”.

Finalmente o Papa invocou “a intercessão do Apóstolo Santo Tomás, Grande Padroeiro da Índia. Asseguro-lhes minhas orações e lhes dou de coração a vocês e àqueles que estão sob sua responsabilidade minha Bênção Apostólica enquanto rezo pela graça e a paz no Senhor Jesus Cristo”.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.