A evangelização na África sob a intercessão de Nossa Senhora

Ângelus conclui a viagem de Bento XVI no Benin

CONTONOU, (ZENIT.org – 20/11/2011) – O Papa Bento XVI concluiu sua viagem ao Benin com a Celebração Eucarística e em seguinda a oração do Ângelus pedindo a intercessão de Nossa Senhora da África pela evangelização naquele continente.

Depois de ter entregado a Exortação apostólica Africae Munus, desejo confiar à Virgem Maria, Nossa Senhora da África, a nova etapa que se inicia para a Igreja neste Continente. Com estas palavras Bento XVI inicou seu discurso pedindo a intercessão de Nossa Senhora pela evangelização em toda a África e especialmente àquela no Benim.

“Maria acolheu com alegria o convite do Senhor para se tornar a Mãe de Jesus”, prosseguiu o Santo Padre. “Que Ela nos ajude a responder à missão que Deus nos confia hoje!

“Quem melhor do que Ela conhece o valor e a beleza da vida humana? Que nunca deixemos de nos maravilhar diante do dom da vida!” Quem melhor do que Ela conhece nossas necessidades de homens e mulheres ainda em peregrinação nesta terra?

O Santo Padre acrescentou – “Aos pés da Cruz, unida ao seu Filho crucificado, Ela é a Mãe da esperança. Essa esperança nos permite assumir o quotidiano com a força da verdade manifestada por Jesus”.

Bento XVI encorajou os habitantes da África, “terra hospitaleira para a Sagrada Família”, a continuarem “a cultivar os valores familiares cristãos”. Enquanto muitas famílias são divididas, isoladas, marcadas por conflitos sem fim, sejam arquitetos da reconciliação e da esperança. Com Maria, a Virgem do Magnificat, permaneçam sempre na alegria. Que esta alegria esteja no coração das vossas famílias e do vosso País!”

“Nos voltemos agora para nossa Mãe amada. Confiemos as intenções que trazemos no coração e peçamos a Ela pela África e pelo mundo inteiro.” Com estas palavras o Santo Padre concluiu sua visita no Benin.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.