“2012” é o filme mais absurdo de todos os tempos, afirma Nasa

O
filme-catástrofe “2012”, lançado em 2009, ganhou de cientistas da
Nasa o título de obra cinematográfica mais cientificamente absurda de todos os
tempos em uma conferência na Califórnia.
A Nasa diz ter recebido uma enxurrada de e-mails de gente preocupada com o fim
do mundo e achou infeliz que neutrinos, um tipo de partícula subatômica,
causassem terremotos e furacões, algo inconcebível.
“Tivemos até de pôr no ar um site para derrubar os mitos, algo que nunca
tínhamos feito antes”, diz Donald Yeomans, cientista da Nasa.
Outros filmes criticados pela Nasa foram “O Dia Depois de Amanhã”,
“O Sexto Dia”, “O Núcleo – Missão ao Centro da Terra”, “Quem
Somos Nós” e “Volcano”.
A agência elogiou, porém, a precisão científica de “Gattaca – Experiência
Genética”, “Blade Runner”, “Metropolis” e
“Jurassic Park”.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe0601201103.htm 

 

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.