200 mil jovens seguem JMJ no Facebook

Mais de 1 milhão de visitas no website
 Madri, 10 de dezembro de 2010 (ZENIT) – As redes sociais têm sido um veículo para que os seguidores da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) possam participar da organização do encontro.
No Facebook, o evento já está em 20 idiomas e 200 mil jovens seguem a JMJ, fora outras redes sociais. Mais de 1 milhão buscaram informação na página oficial da JMJ de Madri 2011.
 
Os internautas se mantêm informados sobre o grande encontro da juventude com o Papa e participam dos preparativos com suas opiniões e contribuições.
O romeno e o húngaro foram as duas últimas incorporações. Com esses dois novos perfis, chegam a 20 os idiomas em que a JMJ está no Facebook.
 
Cristina del Campo, community manager de Madri11, explica que “os voluntários propuseram a abertura das páginas em seu próprio idioma, comprometendo-se a administrá-las. Assim a JMJ chega a todos os cantos do mundo”.
A maior parte das intervenções e perguntas dos usuários de redes sociais fazem referência às inscrições ou à participação na JMJ como voluntários.
Além disso, foram lançados concursos de grande sucesso. Um caso é a votação nas melhores frases da Mensagem do Papa para a JMJ de Madri. Os usuários selecionavam sua favorita e quem recebia mais votos ganhava duas entradas na primeira fila para a Vigília e Missa final do evento com Bento XVI.
E quem gerencia tudo isso? Mais de 70 voluntários animam, traduzem e respondem às questões que surgem em cada perfil da JMJ no Facebook.
De seus países de origem, os voluntários comunicam-se com os integrantes da JMJ de Madri.
 
O evento também está presente em outras redes sociais líderes em diferentes países: Orkut, no Brasil; Mixi, no Japão; Tuenti, na Espanha; e Vkontakte, na Rússia. A JMJ comunica-se ainda pelo Twitter, o YouTube e o Flickr. 
 
O site oficial da JMJ de Madri é: www.madrid11.com.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.