20/2 – Santo Eleutério

EleutérioSanto Eleutério, que lembramos hoje, tem como significado do nome: libertador. Ao se dedicar inteiramente para Cristo, conseguiu ser instrumento de libertação dos erros e pecados para muitos.

Viveu entre os séculos V e VI em Tournai, norte da França, hoje Bélgica, por volta do ano 470. Conta-nos a história que, quando menino, ele ouviu a profecia de que seria um bispo. Eleutério ao corresponder com o chamado vocacional entrou para a formação que o encaminhou ao sacerdócio e mais tarde a ordenação episcopal, ou seja, foi escolhido pelo Espírito Santo e feito bispo na Igreja e para a Igreja Católica.

Eleito como primeiro bispo de Tournai, Santo Eleutério tornou-se um grande desbravador da fé, que deu o seu sangue por amor ao rebanho. Pela Igreja de Cristo naquela região, Eleutério trabalhou arduamente para organizar a construção de igrejas, o arrebanhar vocações, formar o clero… enfim, todo o necessário para lidar com a recém-nascida diocese.

Grande pacificador, Santo Eleutério conviveu em meio a grandes conflitos, por isso, ao lidar com um povo de índole guerreira, teve de se empenhar em Deus para fazer penetrar a Paz de Cristo em tantos corações. Era o tempo também das conversões em massa, onde um rei, ao decidir mudar de vida e seguir Jesus, acabava atraindo toda uma nação. Neste sentido, o santo de hoje entrava em ação com uma sólida evangelizando, a fim de que o Evangelho tornasse um estilo de vida para o povo.

Zeloso, perseverante e homem de oração, combateu as heresias (doutrinas mentirosas) e batalhou com Jesus para o resgate de muitas almas pagãs. Santo Eleutério consumiu-se no apostolado e, no fim da vida entregou-se nos braços do Senhor no martírio, em 532.

Santo Eleutério, rogai por nós!

Outros Santos do mesmo dia: Santos Tirânio, Zenóbio e companheiros, São Sadote e companheiros, São Euquério de Orléans , São Uldarico, Beata Jacinta Marto e Beata Julia Rodzinka.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.