14/2 – São Cirilo e Metódio

ss_cirilo_metodio2Os dois irmãos Miguel e Constantino escolheram como religiosos os nomes de Cirilo e Metódio. Desenvolveram suas atividades missionárias na Europa central e são justamente chamados de apóstolos dos eslavos. Seu merecimento no apostolado é também a adaptação aos povos evangelizados. O papa os aprovou, mas houve muitos debates e polêmicas entre os gregos e os latinos. São Cirilo criou um novo alfabeto eslavo e traduziu a Bíblia, o missal e rituais. Além da evangelização eles têm um valor cultural incontestável. Esses grandes benefícios que os dois irmãos fizeram aos eslavos são retribuídos com enorme popularidade. Durante a vida eles tiveram de sofrer muito por causa das inovações.

Ambos nasceram em Tessalônica, filhos de um empregado do imperador. Constantino, o mais novo (827), completou os estudos em Constantinopla, sob Fócio. Foi ordenado sacerdote e iniciou a carreira de mestre. Miguel, no começo seguiu a carreira política. Quando foi nomeado governador de uma província desistiu para se fazer monge com o nome de Metódio. Acusados de cisma e de heresia tiveram de vir a Roma, onde o papa Adriano II os escolheu muito bem, concedendo-lhes o privilégio de celebrar em língua eslava diante dele mesmo e de uma grande comunidade cristã. Era uma aprovação solene do método dos santos.

Cirilo morreu em Roma a 14 de fevereiro de 869 e foi sepultado na igreja de são Clemente, perto do Coliseu. Ele trouxera as relíquias de são Clemente a Roma. Metódio foi nomeado arcebispo de Panônia, com sede em Sirmio, voltou para os seus eslavos. Lutou com várias dificuldades até a morte. Voltaram a atacá-lo por causa do uso da língua eslava nos ritos religiosos. Por fim usavam o eslavo, o grego e latim.

Morreu em seis de abril de 885.

Outros Santos do mesmo dia: São Valentim, São Marão, São Auxêncio, São Conrano, Santo Antonino de Sorrento, São Adolfo de Osnabruck, São João Batista da Conceição, Beato Conrado, Beato Nicolau Paglia, Beato Ângelo de Gualdo e Beato Vicente Vilar David.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.