1/4 – Santo Hugo de Grenoble

SANTO HUGO DE GRENOBLEExistem uns dezesseis santos com o nome de Hugo. Os dois mais importantes tiveram muitas coisas em comum. Além do nome são quase do mesmo tempo e lugar. Um é Hugo, abade de Cluny (1024-1109) e o outro, bispo de Grenoble (1053-1132). Ambos abraçaram a vida religiosa na flor da idade e tiveram encargos de grande responsabilidade. Hugo de Cluny, com 20 anos apenas, foi ordenado sacerdote e com 25 sucedeu ao abade Odilon e permaneceu no cargo por 60 anos. Hugo de Grenoble estudou em Valência e em Reims onde foi aluno de são Bruno, com 27 anos apenas foi nomeado bispo de Grenoble por Gregório VII e ficou no cargo por 52 anos. Ambos foram excelentes colaboradores dos papas Gregório VII, Urbano II, Pascoal II e Inocêncio II. Ajudaram na reforma da Igreja a dar exemplo de reforma pessoal e interior. Os dois foram propugnadores da vida monástica. Cluny se tornou exemplo de vida monástica para toda a Europa.

O rigoroso são Pedro Damião dá um bonito testemunho de Cluny que visitou em 1063: “Que diremos da severidade, da ascese, da disciplina da Regra, do respeito pelo mosteiro e pelo silêncio? Durante o tempo do estudo, do trabalho ou da leitura da Bíblia, ninguém ousa andar à toa pelos corredores ou falar, senão em caso de verdadeira necessidade. O serviço de Deus enche de tal modo o dia que, além dos trabalhos necessários para os irmãos, fica só uma meia hora para uma conversa e colóquios necessários. Falam só raramente. Durante o silêncio noturno e, em certos lugares (cozinha, sacristia, dormitório, refeitório e claustro) também de dia, só se fala por meio de sinais, que são escolhidos com tanta severidade que não há lugar à leviandade.” Hugo de Grenoble foi um dos artífices na fundação dos cartuxos (Grande Cartuxa). Foi ele que acolheu são Bruno e deu-lhe a montanha da Cartuxa. Aí ele repetiu o milagre de Moisés: fez jorrar água da rocha.

Outros Santos do mesmo dia: São Melitão, São Valerico, São Hugo de Bonneveaux, São Gilberto de Caithness, Beato Ludovico Pavoni, Beato João Breton, Beato Anacleto Gonzáles Flores e 3 companheiros.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.